Morre Paulo do Bar, um dos maiores símbolos da cultura arapiraquense

  • Redação
  • 14/10/2021 08:04
  • Cultura

Após vários dias internado, morreu na manhã desta quinta-feira (14/10), o empresário e produtor cultural Paulo Lourenço, popularmente conhecido como Paulo do Bar. Ele lutava contra um câncer no esôfago, descoberto recentemente.

Natural de Palmeira dos Índios, a história de Paulo começou em São Paulo, quando, na juventude, foi acompanhar um tio doente. Arrumou emprego de garçom numa boate e pizzaria, voltou para Alagoas e se instalou no município de Arapiraca em 1973.

No dia 16 de setembro daquele ano, iniciava-se a trajetória do Bar do Paulo, que recebeu figuras como Quinteto Violado, Alceu Valença, Hermeto Pascoal, Lobão, Murilo Rosa e tantos outros artistas e trupes alagoanos durante algumas de suas noites.

Com sua invejável coleção de LPs de jazz, blues, MPB e Rock, cinco mil discos e 900 CDs, Paulo Lourenço da Silva brindou todos os seus clientes com o melhor do apanhado cancioneiro em uma época em que a ditadura censurava boa parte das obras que chegavam ao país. Caravanas da capital alagoana e do Recife vinham para Arapiraca, a fim de escutar músicas que eram proibidas naquelas localidades.

Diante da proposta musical, diversos empreendimentos foram abertos por conta da investida primeira de Paulo Lourenço, ao longo das décadas seguintes, como o Buraco’s, Kanteiro’s, On The Rocks, Ópera Bar, Botequim NaBaxa, Mystura Fyna e Echoes Music Bar.

Ainda não há informações sobre local e horádio do velório e sepultamento.