Não era de se espantar. O Hulk mostrou que continua firme, verde e forte. Isso mesmo. O Coruripe desbancou o Murici, na tarde deste sábado (9), ao vencer pelo placar de 3x1, em um jogo tumultuado, e está classificado à final da decisão do Quadrangular do Campeonato Alagoano, contra o adversário de amanhã, entre ASA e Corinthians-AL.

No primeiro jogo, o Murici bateu o Coruripe por 4x2. E no jogo de hoje poderia perder por até um gol de diferença. Mas acabou perdendo por dois gols de diferença e está eliminado. Nos dois jogos, cada um ganhou três pontos, cada um teve uma vitória, cada um fez cinco gols e levou cinco; o Coruripe se classificou porque foi segundo e o Murici terceiro colocado no Turnão.

Agora, só resta ao Murici se lamentar por ter dado adeus ao sonho do bicampeonato. Os gols da partida foram assinalados por Paulinho Marília (1º tempo), Índio e Ivan (2º tempo). Já para o Murici assinalou Gustavo (1º tempo).

No final do jogo, o patrono do Murici, Remi Calheiros, disse que foi lamentável o que fizeram para "derrubar" o Murici. E disse mais, em entrevista ao repórter Alberto Oliveira, da Rádio Gazeta: "O maior responsável foi o Chicão (Francisco Carlos, árbitro do jogo), o maior ladrão de Alagoas! Ele roubou descaradamente o Murici!".

A partida foi tumultuada, dentro e fora de campo, inclusive com hostilidade de torcedores do Coruripe a membros da imprensa, mais precisamente ao repórter Rogério Costa, da Rádio Gazeta.Também houve muita reclamação ao árbitro Francisco Carlos do Nascimento. Dos dois lados houve expulsões. Pelo Coruripe foram expulsos Leandro, Abraão e Cristiano. Já pelo lado do Murici, Edvaldo e Frank foram para o chuveiro mais cedo.

1º tempo empatado

O primeiro gol foi assinalado pelo Coruripe, aos 19 minutos, em cobrança de pênalti de Paulinho Marília. Ele chutou, o goleiro Dias adivinhou o canto, mas a bola entrou no lado direito para abrir o placar no Gerson Amaral: 1x0.

Não demorou muito e o Murici cuidou logo em deixar o confronto empatado. Aos 22 minutos, o lateral Alex foi à linha de fundo e centrou. Alexsandro não alcançou, mas a bola caiu nos pés de Gustavo, que na pequena área finalizou de primeira para não dar chance de defesa para o goleiro Heverton. Tudo igual: 1x1.

A virada no 2º tempo

No segundo tempo, o Coruripe fez mais um, virando o placar, aos 4 minutos. Em bola centrada da direita, Paulinho Marília acertou o travessão do Murici. Índio, também de cabeça, só fez tocar para o fundo da rede para fazer o segundo do Hulk: 2x1.

Aos 33 minutos, outro gol do Hulk, o terceiro, para selar a classificação. O lateral Ricardinho ultrapassou a linha do meio de campo e fez o centro para a cabeçada certeira de Ivan, ampliando para 3x1, fazendo a torcida da casa ir à loucura nas arquibancadas do Gerson Amaral.

FICHA TÉCNICA

Coruripe 3x1 Murici
Data: 09/04/2011 Hora: 15 horas
Estádio: Gerson Amaral - Coruripe

Árbitro: Francisco Carlos Nascimento
Assistentes: Pedro Jorge e Otávio Correia

Gols: Coruripe - Paulinho Marília (19' - pênalti) - 1º tempo, Índio (4') e Ivan (33') - 2º tempo; Murici - Gustavo (22') - 1º tempo

EQUIPES:

Coruripe - Heverton; Ricardinho, Índio (Nilson Paraíba), Leandro e Abraão; Jaelson, Márcio Carioca (Anderson), Ivan e Cristiano; Paulinho Marília e Lindoval (Zé Rodrigues). Técnico: Celso Teixeira.

Murici - Dias; Alex, Nado, Rogério e Paulinho; Edvaldo, Gustavo, Everlan e Peixinho (Adriano) (Frank); Gueba (Franco) e Alexsandro. Técnico: Gilmar Batista.