Cadaminuto Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Marcos Santos

Por telefone na manhã desta terça-feira (05), o prefeito Traipu, Marcos Santos negou as acusações colocadas pela presidente da Câmara de Vereadores, alegando que o prefeito e secretários tentaram impedir a sessão, na última segunda-feira (04). O assunto da pauta seria Operação Mascoth, onde a primeira-dama do município foi detida pela Polícia Federal (PF).

Marcos Santos explicou que é mentira a denúncia. “Estou em Recife no Hotel Internacional Pallacy desde o início da tarde desta segunda-feira (04), não há a possibilidade de ter participado deste movimento ontem em Traipu”, manifestou.

Ainda de acordo com o gestor municipal existem provas suficientes para comprovar que não estava na cidade. “Tenho como comprovar além de minha hospedagem aqui no Hotel, o vôo que peguei em Maceió ontem por volta das 11:50 e com chegada a 12:32 em Recife, vejo nesta acusação uma posição de uma mulher desequilibrada que não sabe o que faz “, disse Santos.

O prefeito ainda fez críticas a atual presidente da casa, disse que a mesma tem um passado de corrupção e traição a sua família. "Quando ela deixou seu esposo, para viver com o prefeito da época José Afonso", revelou o prefeito.

Conceição Tavares, pertencia ao grupo do atual prefeito até o mês de dezembro do ano passado. Na manhã desta terça-feira, uma pessoa identificada apenas por Fernanda, ligada a Marcos Santos ameaçou a reportagem do CadaMinuto para que a matéria fosse retirada do ar.