Prefeitura de Delmiro realiza leilão no pátio da infra-estrutura

  • 24/03/2009 04:39
  • Municípios

Boa parte dos veículos que servem à Secretaria de Infra-estrutura foi encontrada sucateada pelo atual secretário municipal de Infra-Estrutura, Luiz Carlos Torres ao assumir a pasta em janeiro deste ano. "O que pode ser consertado está em funcionamento, ainda que precário, e vai junto com o que está sucateado para o leilão", informou Torres, ao dizer que também serão leiloados veículos de outras secretarias.

Ao todo serão leiloados nove motos, uma saveiro ano 2001, cinco ambulâncias (no modelo de Besta), um trator 4x4 ano 88, uma carroça com capacidade para duas toneladas, um caminhão coletor, uma camionete S10 a gasolina, uma grade de arado com 16 discos, um tanque para transporte de água com capacidade para dois mil litros, duas caminhonetes Ranger a diesel, uma kombi com nove lugares ano 2001, sete caminhões basculantes, um caminhão com carroceria de madeira ano 2001, dois caminhões toco nos chassis, um uno quatro portas ano 2001 e uma besta com 12 lugares a diesel ano 2001.

Todos os veículos que vão à leilão foram adquiridos na última gestão do prefeito Luiz Carlos Costa, o Lula Cabeleira entre 2001 e 2004. Além dos veículos, também serão leiloados móveis para escritório, computadores, aparelhos de ar condicionado e sucatas ferrozas.

O secretário informou que o público esperado vem de todo Estado e região Nordeste. "O leiloeiro responsável possui um cadastro com mais de cinco mil pessoas que tem interesse nesse tipo de leilão", destacou Torres. Izaldo Sobral é o leiloeiro público oficial. O público alvo, normalmente, são pessoas que trabalham com ferro velho e empresários do ramo de construção civil.

Quem arrematar qualquer objeto terá que deixar no dia uma calção de 30% referente ao valor de bem ou fazer o pagamento a vista, neste último caso já pode sair do pátio da Secretaria de Infra-estrutura com o objeto arrematado. Se for dada a calção, será dado um prazo de três dias para o complemento do pagamento. Tanto para pagamento a vista como dividido, o arrematador terá um prazo de dez dias, a contar do dia do leilão, para retirar o objeto, caso não retire nesse prazo, a cada dia de permanência do bem será cobrada uma multa de 1% ao dia em cima do valor do objeto.

Os lotes só poderão ser retirados do pátio após a assinatura, em Cartório, do termo de responsabilidade. O valor arrecadado com o leilão servirá para a renovação da frota de veículos da Prefeitura de Delmiro Gouveia.