Assembléia pede antecipação de receita para pagar calote do INSS

  • 03/04/2009 10:53
  • Geral

A decisão é do governador Teotonio Vilela Filho(PSDB) se dar sinal verde para a secretária da Fazenda antecipar R$ 800 mil reais do duodécimo do mês de abril - que será pago no dia 20 -a fim da Assembléia Legislativa de Alagoas pagar uma dívida com o INSS, em mais uma atrapalhada da mesa Diretora.

É que Assembléia é acusado fazer desconto previdênciario desde de dezembro e não recolheu ao INSS. Por isso, o governo estadual anda impedido de receber repasses do governo Federal, devido o calote da Assembléia.

E o pior é que o presidente tucano Fernando Toledo se encontra em Londrina( Paraná) deixou um recado que só retornar terça feira.  O primeiro vice presidente, socialista Alberto Sexta-feira é que tenta resolvero impasse com Teotonio.

Entretanto, ninguém da mesa diretora quis comentar a respeito do calote no INSS. Apenas, o deputado estadual Marcelo Victor (PTB) disse que até terça feira se resolve o caso, por certo anda contando com a decisão favorável do governador de antecipar o repasse do duodécimo de R$ 9milhões e 500 mil mês.

A Assembléia anda pagando a 36 deputados estaduais, inclusive a verba de gabinete, perfazendo assim quase R$ 100 mil mês para cada parlamentar. Por lei, a casa Tavares Bastos só poderia ter 27 deputados.

O petista Judson Cabral vai pedir investigações e comunicar o fato ao Ministério Publico Estadual, que pode assim mover ação de improbidade administrativa,caso seja confirmado a dívida pelo INSS.

Portanto, a Assembléia caiu em outra atrapalhada, prejudicando assim o governo do Estado que há 10 dias se encontra sem receber verbas federais, que devido o calote, o Estado teria sido novamente "pendurado" no Cadastro Único de Exigências para transferências voluntárias (CAUC) e com isso, impedido até de receber verba para saúde e educação.