O governo dos Estados Unidos afirmou neste domingo (3) que o presidente da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, que não é reconhecido pela comunidade internacional, deve renunciar de maneira imediata.

"Os Estados Unidos pedem ao ex-presidente Laurent Gbagbo uma renúncia imediata", afirma a secretária de Estado Hillary Clinton em um comunicado.

"Gbagbo está levando a Costa do Marfim à anarquia. O caminho à frente é claro. Ele deve se afastar agora para que termine o conflito".

O pedido foi feito após um dia de intensos combates no centro de Abidjan.

Gbagbo rejeita os pedidos da comunidade internacional para que deixe o poder, em meio a uma ofensiva das tropas que respaldam o presidente reconhecido internacionalmente, Alassane Outtara, em Abidjan.

A Cruz Vermelha informou que 800 pessoas morreram em apenas um dia de violência na localidade de Duekoue, oeste do país.