Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O Congresso Nacional já iniciou discussões sobre a nova data das eleições municipais deste ano, que poderá ser adiada para o mês de novembro, ou seja, antes da chegada prevista de uma vacina eficaz contra o Coronavírus, que deve ocorrer somente em 2021.

Segundo especialistas da área eleitoral, independentemente se as eleições municipais sejam realizadas em outubro ou em novembro, a situação nada muda para quem anda com medo de contrair o vírus, principalmente num processo onde naturalmente é grande a aglomeração de pessoas nas seções eleitorais.

Se nos anos anteriores o número de abstenções já era grande, a previsão é que, neste ano, a quantidade de eleitores que opte em não sair de casa para votar seja ainda maior.

ELEIÇÃO VIRTUAL

Outra possibilidade que já vem sendo discutida pelos maqueteiros políticos é a condução de uma campanha totalmente virtual.

Nas regiões onde os números da Covid-19 não tiverem controlados até a data do pleito, certamente não haverá caminhadas, visitas porta-a-porta e reuniões com lideranças.

Diante de tal cenário as redes sociais serão a grande saída para a propagação das propostas, realização de debates e a divulgação das candidaturas.