Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Neste final de semana, o advogado e ex-presidente da OAB/Arapiraca, Hector Martins, divulgou um vídeo questionando a Prefeitura de Arapiraca pela contratação de um trio elétrico em pleno período de pandemia. Segundo Hector, o objeto do contrato, incluindo valores, serviços e assinaturas, estão disponíveis no Portal da Transparência do Município.

O vídeo do advogado, que também é pré-candidato a prefeito da segunda maior cidade de Alagoas, chamou a atenção dos arapiraquenses, provocando diversos tipos de questionamentos em torno da necessidade da contratação de um trio-elétrico num período tão atípico.

Segundo Hector o contrato da Prefeitura de Arapiraca com a empresa Jorge Pereira da Rocha Neto, sediada no município sertanejo de Batalha, foi firmado no valor global de R$ 63.934,98, sendo R$ 57.420,00 para enfrentamento ao Covid-19, e desse montante R$ 45,960,00 somente para pagamentos da locação de carros de som; e R$ 6.514,98 para manutenção das ações de Vigilância em Saúde.

O que chama a atenção, segundo Hector, foi a contratação de um trio-elétrico com estrutura de 16 metros, gerador próprio, área reservada para convidados, 12 refletores de 1.000wats cada, máquina de fumaça, motorista, técnico de som, eletricista, auxiliares de serviços gerais, entre outros, no valor de R$ 4.372,09 a diária.

Surpreso com o contrato firmado pela Prefeitura, Hector Martins termina o vídeo com os seguintes questionamentos: “A Prefeitura precisa contratar uma empresa de fora já tendo agência contratada? Particularmente não sei pra que contratar um trio elétrico em pleno período de pandemia. Vocês sabem?

Confira o vídeo: