Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

No final da tarde desta terça-feira (28) o ex-presidente da OAB/Arapiraca e pré-candidato a prefeito, Hector Martins (Cidadania), postou em sua rede social um vídeo rebatendo as alegações do secretário municipal de Administração e Planejamento de Arapiraca, Antônio Lenine, ao alegar que a Prefeitura recebe apenas R$ 10,66 por aluno, o que, segundo o secretário, é um valor que não daria pra alimentar ninguém.

O desentendimento entre ambos começou no último final de semana, quando Hector Martins postou um vídeo cobrando da gestão pública de Arapiraca a entrega de alimentos para os alunos da rede pública municipal, por conta da Covid-19.

Ao sair em defesa da gestão, o secretário Lenine respondeu a postagem justificando que o valor que Arapiraca recebe por aluno é muito baixo (R$ 10,66) e que por conta disso não conseguiria alimentar ninguém.

A resposta do secretário gerou revolta entre os seguidores da página, gerando polêmica e grande repercussão na cidade, visto que o município vem descumprindo a determinação do Ministério Público Estadual.

No vídeo desta terça-feira, Hector Martins afirmou que no período entre fevereiro e abril deste ano o Município recebeu mais de R$1,3 milhão do governo federal e que o valor custearia mais de 30 mil cestas básicas, visto que as aulas foram paralisadas no último dia 6 de março.

Irritado com os argumentos do secretário, Hector Martins disse que gestão precisa ser tratada com seriedade e não com firula. “O que Arapiraca precisa é de gestão, de boa vontade e nada de firula, nada de justificar o injustificável”, rebateu.

Veja o vídeo: