Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O advogado Hector Martins, pré-candidato à prefeitura de Arapiraca pelo Cidadania, usou as redes sociais nesta terça-feira (14) para chamar a atenção da sociedade quanto ao recebimento de recursos por parte dos gestores públicos para a aplicação de políticas para a prevenção e combate ao coronavírus. A utilização do fundo, que deve ser destinado a aquisição de insumos para o sistema de saúde, deve ser fiscalizada de perto pela população.

“Estou impactado negativamente com a ousadia de muitos gestores em desviar,  superfaturar produtos, com a conivência de empresas falsas ou empresas ‘amigas’, para arregimentar dinheiro que logo em seguida será aportado em uma campanha política que está próxima de acontecer. Precisamos ficar atentos a isso, sobretudo neste momento em que as instituições funcionam parcialmente”, afirmou.

Martins afirma ter ficado perplexo com informações como essa recebidas nos últimos dias e declarou que os órgãos de fiscalização receberão denúncias da má utilização de recursos públicos e que ele, como advogado, sabe que essas instituições é que são responsáveis por julgar os gestores corruptos. 

“Não é correto, como preferem alguns, fazer uma denúncia explícita, citando nomes para serem julgados pela sociedade antes das autoridades competentes. Não pretendo me rebaixar a esse papel porque vai de encontro a tudo que estudei. Ao mesmo tempo, não posso deixar de alertar a sociedade para que se faça uma corrente de fiscalização, que deveria ser uma prática comum”, ressaltou.

Ao perceber alguma irregularidade as pessoas podem realizar denúncias para os órgãos de controle, a exemplo do Ministério Público Estadual ou Federal, Tribunais de Contas, Polícia Civil ou Federal, dentre outras instituições que auxiliam no combate à corrupção.