Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Mais um procedimento inédito foi realizado pela equipe Buco Máximo do Hospital Regional Nossa Senhora de Bom Conselho, de Arapiraca. Na última semana, quatro membros da mesma família passaram por procedimentos cirúrgicos faciais após um sério acidente automobilístico acontecido no sertão de Alagoas, no domingo de carnaval. 

O carro em que viajavam bateu em um animal. O desastre envolveu oito pessoas, com uma vítima fatal: uma criança de apenas cinco anos. Outro garoto de oito anos de idade segue internado na UTI da Unidade de Emergência. Segundo informações da assessoria de imprensa daquela unidade, o estado dele ainda é grave. 

Todos os envolvidos eram da mesma família e viajavam no carro, contrariando a legislação de trânsito que permite apenas cinco passageiros nos automóveis. Apenas o motorista usava cinto de segurança no momento da batida, fato que lhe preservou a vida. 

Os procedimentos, realizados simultaneamente pelo Hospital Regional, envolveram os cirurgiões buco-maxilo Pedro Dantas e Flavia Lima, além do anestesista Iggor Pirauá e demais membros da equipe. 

“Foram vários machucados e por isso foi preciso usar alguns pinos e parafusos. Mas a verdade que eles tiveram alguma sorte, pois não houve sequelas funcionais na face. Mas fica claro a necessidade do uso do cinto e de se manter o limite de passageiros”, falou Ricardo Watson, coordenador do setor buco-maxilo do HR.

Os pacientes atendidos foram respectivamente mães e filhos - duas mulheres de 35 e 37 anos, e dois adolescentes de 14 anos. Todos já receberam alta hospitalar e terão um período de recuperação de aproximadamente 45 dias.