Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O que parecia impossível aconteceu. "A minha meta era puxar esse gigante de ferro por pelo menos,  cinco metros, mas quis Deus, que eu superasse o meu próprio limite do corpo e o arrastasse".

O desabafo em tom de emoção, foi feito na tarde de sábado (29), pela mulher mais forte de Alagoas, Socorro Oliveira, ao puxar por trinta metros, um ônibus pesando doze toneladas. 

O desafio de Socorro Oliveira, aconteceu próximo ao Assaí, às margens da AL-220, na presença de amigos, familiares e a imprensa que registrou todos os seus movimentos, desde o aquecimento, até os metros finais de chegada. 

Socorro Oliveira que, há dois meses fez o mesmo desafio, tirando o ônibus do lugar por apenas alguns centímetros.

"Nós andamos sete quilômetros para prestigiar o desafio da nossa professora, Socorro Oliveira, e vamos retornar caminhando até nosso destino de origem, disse um dos alunos ao se referir ao Conjunto Habitacional Brisa do Lago, em Arapiraca, de onde saíram em grupo para acompanhar o grande evento.

"Quero agradecer ao meu instrutor e marido Sandro Drako, aos meus familiares que acreditaram na minha dedicação e a imprensa, que mais uma vez marca presença para registrar esse desafio". Socorro Oliveira.

A Mulher mais forte de Alagoas, também agradeceu a Campo do Gado, sua nutricionista, Renata Marinho e Vilma Mendes, uma de suas grandes incentivadoras, como também, ao Professor João Carlos de Oliveira (CAFC).

"É um grande orgulho para um pai, que no mesmo mês em que completa 80 anos, a filha vence um desafio e puxa um ônibus desse com mais de doze mil quilos", disse Durval Alves de Oliveira, que correu para os braços da mãe da desafiante, Creuza de Souza Oliveira, que também não conteve as lágrimas e correu para abraçar a filha.

Ao final, o instrutor e marido da mulher mais forte de Alagoas, Sandro Drako, disse que ela venceu mais uma batalha da vida e que vai dar continuidade aos treinamentos, para outro grande desafio, sem no entanto, anunciar qual será.