Em meio a polêmicas, Romário anuncia volta ao futebol pelo América-RJ

  • teresa
  • 12/08/2009 16:00
  • Esporte
Em meio a diversas polêmicas por problemas financeiros, o atacante Romário, 43, que anunciou sua aposentadoria em abril de 2008, decidiu voltar aos gramados para fazer partidas oficiais pelo América-RJ na segunda divisão do Estadual do Rio de Janeiro.

Assim, ele pretende realizar um sonho de seu pai, Edevair Faria, que morreu em maio do ano passado, aos 76 anos.

O anúncio foi feito pelo jogador nesta quarta-feira, após o empate por 1 a 1 com o Silva Jardim, em Édson Passos.
"Estou me preparando para jogar e a minha inscrição deve sair até a próxima semana. Atuarei em um, dois jogos oficiais para realizar o sonho do meu pai", disse o ex-atleta, que vinha atuando como espécie de consultor do clube.

Romário também analisou o momento do América na Série B do Estadual.

"Todos querem nos vencer. Apesar de a equipe não obter o desempenho esperado nas últimas partidas, estamos muito bem no campeonato."

Pirâmide e dívidas

Recentemente, Romário se envolveu em polêmica por dívidas supostamente vinculadas a uma pirâmide -- esquema financeiro clandestino. Segundo a polícia, Romário chegou a ser espancado por um credor. O ex-jogador seria o fiador do negócio.

Como muitos dos participantes tiveram prejuízos, Romário teria sido ameaçado de morte. A polícia apura a extensão do esquema. Romário depôs e negou envolvimento em qualquer pirâmide.

No mês passado, o ex-jogador também ficou quase um dia preso no Rio por não pagar pensão alimentícia dos dois filhos do primeiro casamento. A dívida, que foi paga, somava R$ 89 mil.

Antes, ele teve suas contas bancárias bloqueadas por não ter pago sua dívida com o técnico Zagallo, que é de cerca de R$ 600 mil. O ex-jogador foi condenado a pagar indenização a Zagallo e Zico por colocar charges dos dois nas portas dos banheiros de seu restaurante Café do Gol.

Romário deve --entre pendências com vizinhos, Prefeitura do Rio, Detran e condomínio-- cerca de R$ 9 milhões na Justiça.

Aposentadoria

O herói do tetracampeonato anunciou "definitivamente" sua aposentadoria do futebol durante o lançamento de um DVD com sua trajetória como jogador.

"Parei. Minha fase já passou", disse Romário na ocasião, em abril de 2008.

O jogador parou de jogar de fato em dezembro de 2007, quando foi pego no exame antidoping por uso da substância finasterida, usada pelo jogador para combater a calvície.

Em seguida, ele se tornou jogador-treinador do Vasco da Gama, clube onde iniciou sua carreira vitoriosa em 1985.

Em março de 2008, Romário já havia anunciado sua aposentadoria dos gramados, mas desmentiu a informação em seguida. Na ocasião, ele se retratou dizendo que estava apenas "desempregado". Após desentendimento com o presidente do Vasco, Eurico Miranda, Romário divulgou que estava deixando o clube.

Saiba mais sobre Romário

Por todas as equipes em que jogou, Romário foi sinônimo de artilharia. Além do Vasco, o jogador fez gols por PSV Eindhoven (Holanda), Barcelona, Valencia, Flamengo, Fluminense, seleção brasileira e até pelos modestos Miami FC, dos Estados Unidos, e Adelaide, da Austrália.
Apenas em um clube o atacante não balançou as redes: o Al Saad, do Qatar, onde ficou três meses em 2003.

No ano de 2007, o atacante finalmente atingiu a marca do milésimo gol, segundo suas próprias contas, em um jogo do Vasco contra o Sport, no estádio de São Januário. Se não saiu em seu local preferido, o Maracanã, o gol de número mil pelo menos aconteceu do jeito que Romário planejou: de pênalti.

O feito aconteceu no dia 20 de maio do ano passado, pela segunda rodada do Brasileiro-2007, quando o Vasco venceu o clube de Recife por 3 a 1. Aos 2min do segundo tempo, com o placar já apontando 2 a 0 para o Vasco, um cruzamento da direita tocou na mão de Durval. Romário bateu o pênalti no canto esquerdo do goleiro Magrão e chegou à marca história.