Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Os vereadores arapiraquenses estão preocupados no processo de reeleição, os partidos não estão aceitando parlamentares que detenham mandato. Até abril alguns vereadores devem aproveitar a janela, para mudarem de partido. O MDB no legislativo de Arapiraca possui quatro integrantes.

 Os quatro devem buscar abrigo em outros partidos, caso permaneçam na sigla Pmdebista o partido conseguirá fazer apenas dois vereadores. Se não mudarem dois vereadores ficam fora da casa Herbene Melo apartir de 2021. Os quatro componentes do MDB são; Léo Saturnido, Gilvania Barros, Fabiano Leão e Rogério Nezinho.

A atual secretária municipal de articulação política, Graça Lisboa, vai mesmo reassumir seu cargo na Câmara Municipal de Arapiraca.Informações nos bastidores falavam que a parlamentar poderia desistir do mandato e permanecer no cargo da gestão do prefeito Rogerio Teófilo.

Porém, segundo pessoas ligadas a Lisboa, não existe essa possibilidade. No início de abril, prazo final para candidatos em outubro terão que deixar cargos públicos, a vereadora retornará ao seu posto. Mas o retorno não será de “mão abanando”. Fiel escudeira do prefeito, Graça deve receber um importante apoio da gestão para sua reeleição. 

E por falar em Câmara Municipal de Arapiraca, com retorno da professora Graça ao Poder Legislativo o primeiro suplente de vereador Marcio Marques, volta para a suplência e para luta para retornar a câmara municipal em 2021. Marcio Marques tem densidade eleitoral, já foi vereador e Presidente da Mesa Diretora da Casa.

 Da última eleição bateu na trave ficou na suplência por apenas 20 votos. Em 2020 seu retorno está assegurado pelo seu desempenho político. Como presidente da Câmara desempenhou excelente trabalho, nesse período em que ocupou o lugar da professora Graça seu desempenho foi positivo.