Sem-terra desocupam Ministério da Fazenda após acordo com governo

  • eduardocardeal
  • 12/08/2009 00:23
  • Brasil/Mundo
Os integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e da Via Campesina desocuparam na tarde desta terça-feira o prédio do Ministério da Fazenda. Os manifestantes ocuparam o local hoje, por volta das 9h30, em protesto pela reforma agrária.

Os sem-terra deixaram o prédio após um acordo com o governo federal e uma ordem da Justiça de reintegração de posse.

Cerca de duas horas antes da desocupação, a Justiça Federal do Distrito Federal determinou que os manifestantes deixassem o local. A Justiça também fixou uma multa de R$ 50 mil para cada nova invasão de prédio, caso haja novas ocupações em Brasília por parte dos manifestantes.

A ordem de reintegração de posse foi concedida pelo juiz Alaor Piacini, da 1ª Vara Federal de Brasília, que atendeu ao pedido feito pela AGU (Advocacia Geral da União).

Representantes dos sem-terra, da Polícia Militar e da Justiça negociaram a saída pacífica dos manifestantes, que só atenderam à ordem depois de fecharem um acordo com o Palácio do Planalto. Os manifestantes se comprometeram também a desocupar as delegacias da Fazenda que foram invadidas nos Estados.

De acordo com os sem-terra, o governo vai receber os manifestantes para uma conversa com representantes dos ministérios da Fazenda, Reforma Agrária e Casa Civil. De acordo com os representantes dos movimentos, o encontro com o governo será realizado amanhã pela manhã.

Os manifestantes deixaram a entrada do ministério, mas decidiram continuar em frente ao prédio, no estacionamento público. Também permanece no local o carro de som, no qual artistas do movimento estão tocando há mais de oito horas.

Além da ocupação no Ministério da Fazenda, o MST realiza manifestações em 12 Estados como forma de forçar o governo federal a debater a realização da reforma agrária e o fortalecimento dos assentamentos.