Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Cobrando mais fiscalização ao transporte clandestino, nesta quarta-feira, 27, os transportadores complementares de Alagoas estarão interrompendo as atividades. O anúncio foi feito nesta terça-feira, 26, pelo Sindicato dos Transportadores de Complementares de Alagoas (Sintrancomp).

Segundo o presidente da entidade, Maércio Ferreira, os transportadores complementares estão acumulando prejuízos diários de passageiros. “Não é justo que nós complementares, que passamos por um rigoroso processo de licitação, pagamos a taxa de fiscalização e o seguro de passageiros, ainda termos que competir com transportadores irregulares”.

O sindicalista informou que a paralisação tem o intuito de chamar a atenção das autoridades públicas para a devida fiscalização. “Esses irregulares não têm compromisso com a população, atuam sem nenhum controle das autoridades e ainda não pagam impostos, enquanto nós complementares cumprimos com várias obrigações, entre elas a manutenção de frota em feriados e finais de semana, passe livre e acesso para cadeirantes”, ressaltou Ferreira.

O movimento grevista está marcado pra se concentrar no Terminal Rodoviário de Maceió, localizado no bairro do Feitosa, e seguirá em carreata até o Palácio do Governo, Tribunal de Justiça, Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsal), Assembleia Legislativa e Ministério Público.