Justiça autoriza quebra de sigilo bancário de Fernando Toledo

  • annaclaudia
  • 10/08/2009 07:25
  • Política
Suspeito de praticar improbidade administrativa, o presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, Fernando Toledo (PSDB), teve a quebra de sigilo bancário e fiscal autorizada pela justica. O pedido foi do promotor de Justiça do Ministério Público, Anderson Cláudio de Almeida Barbosa, da comarca de Cajueiro, cidade onde o atual deputado foi prefeito em 2000.

A autorização foi concedida pela juíza substituta de Viçosa, Ana Raquel Gama. Fernando Toledo é acusado de usar pessoas como larana da empresa JH da Silva Construções, que fechou vários contratos com a prefeitura do município. Mas as denúncias não acabam por aí. O parlamentar é investigado por beneficiar familiares durante sua gestão. A compra de carros de luxo pela prefeitura sem licitação é um dos pontos investigados, já que o veículo adquirido pertencia ao filho dele, Bruno Toledo.

As denúncias foram feitas pelo atual prefeito de Cajueiro, Antônio Palmery Melo Neto e por Cícero Teixeira Peixoto. Os prejuízos com os desvios de dinheiro público ultrapassam os R$ 52 mil.

A quebra do sigilo bancário também se estende ao filho do deputado e ao cunhado,  João Dennis Sampaio Albuquerque, também citados na ação. O prazo dado pelo Ministério Público ao Banco Central foi de 15 dias, mas segundo o promotor, o prazo pode ser ampliado, já que o BC pode precisar de mais tempo e assim requerer, para que os dados sejam fornecidos ao órgão.