Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O médico Carlos Alberto Teixeira de Carvalho que atendia em uma clinica localizada na cidade de Arapiraca não poderá mais exercer a profissão no território brasileiro, isso porque o profissional teve o registro cassado pelo Conselho Federal de Medicina.

Carlos Alberto, mais conhecido como "Doutor Saúde" atuava nas especialidades de neurocirurgia, cirurgia geral e neurologia clínica.

De acordo com o presidente do Conselho Regional de Medicina (Cremal), Fernando Araújo Pedrosa, o processo de cassação foi motivado por denúncias feitas no estado do Rio de Janeiro, onde o profissional iniciou a carreira.

Ainda segundo Fernando, o médico atuava em Arapiraca através de uma liminar concedida pela Justiça, já que o profissional havia recorrido as denuncias que pesavam contra ele feitas no Rio de Janeiro.

O presidente do Cremal explicou ainda que o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região cassou a liminar e com isso a cassação do diploma foi mantida. “Tomamos ciência do fato de maneira oficial e posteriormente fui pessoalmente comunicar a decisão ao médico Carlos Alberto, mas não o encontramos, com isso deixamos um comunicado oficial feito através de uma carta para que ele também ficasse ciente da decisão da justiça”.

Além do caso registrado no Rio de Janeiro, o presidente do conselho em Alagoas disse que Alberto já foi acusado de atuar irregularmente na profissão por duas vezes.

Pedrosa destacou ainda que um dos inquéritos de investigação foi arquivado por ausência de provas e o outro segue em processo de investigação.