Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Nos últimos anos a disputa pela Prefeitura de Arapiraca foi polarizada entre dois, três ou, no máximo, quatro candidatos, deixando boa parte dos eleitores sem opções atrativas na hora de escolher o melhor candidato. Mas, pelo o que se desenha, esse quadro poderá mudar no próximo ano, caso os nomes ventilados nos bastidores sejam realmente confirmados. Sendo assim a disputa poderá contar com pelo menos sete candidatos.

O candidato natural da disputa é o prefeito Rogério Teófilo (PSDB), que já garantiu que vai para a reeleição. Apesar da afirmativa, há rumores que o prefeito poderá mudar de ideia para descansar e se dedicar à sua saúde. Recentemente ele foi diagnosticado com um problema no pâncreas e segue em tratamento.

O governo do Estado também deverá indicar seu candidato. Resta saber se o nome escolhido será o do vice-governador Luciano Barbosa, do seu filho Daniel Barbosa ou do deputado estadual Ricardo Nezinho, todos do MDB.

Quem também corre por fora é o grupo do deputado federal Severino Pessoa (Republicanos), considerado por muitos como o fiel da balança nas eleições de Arapiraca. Fabiana Pessoa, vice-prefeita de Arapiraca e esposa do deputado deverá ser o nome indicado pelo grupo na disputa. Há ainda fortes rumores que Fabiana poderá formar uma chapa 100% feminina, tendo como vice a ex-prefeita Célia Rocha (PTC).

Tarcizo Freire (PP) é outro possível nome na disputa. Apesar de “estar” aliado ao prefeito e com cadeira na secretaria municipal de Agricultura, Tarcizo vem conversando nos bastidores com vários grupos políticos e a informação extraoficial é que até o início do ano o deputado poderá romper com o prefeito e lançar seu nome na disputa.

O ex-deputado Cícero Valentim (PSD) é outro que busca um lugar ao sol. Com o apoio do deputado federal Marx Beltrão, Valentim acredita que pode se tornar prefeito de Arapiraca com o apoio da população mais carente.

Outro nome que ventila nos bastidores é o do presidente da OAB Arapiraca, o advogado Hector Martins (Cidadania). Pessoas próximas ao advogado afirmam que apesar da procura dos partidos ele permanece focado nas ações da OAB e que já exteriorizou que somente se posicionará sobre eventual candidatura no próximo ano.

Já o PSL, partido do presidente Bolsonaro, garantiu que terá candidato próprio na capital do Agreste. Dois nomes surgem como possíveis candidatos ou como possível composição de chapa. São eles: o policial Civil, Abelardo Silva, e o advogado Cláudio Canuto, respectivamente presidente e vice da sigla em Arapiraca.

O líder comunitário Odilon Tenório (PTC) poderá ser o oitavo nome a ser inscrito na disputa, mas a informação ainda corre nos bastidores, sem confirmação.

As cartas estão lançadas na mesa. Resta saber quem parte na frente! Desta vez o arapiraquense poderá ter várias opções de escolha e isso enriquece o processo democrático.