Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Conhecida dos alagoanos como repórter e apresentadora da TV Gazeta nos primórdios dos anos 90, a jornalista, documentarista e escritora Cléa Paixão lança mais um livro de sua autoria, neste sábado (24) às 10h, na Câmara Municipal de Taquarana, agreste alagoano.

 

O evento faz parte da programação dos 57 anos da emancipação política do município, localizado a 110km da capital Maceió, e possui mais de 20 mil habitantes. Na ocasião haverá bate-papo e autógrafo da autora, além da apresentação do grupo musical Dona Flô, de Arapiraca.

 

A obra Pai, sua marca no mundo tem importância diferente e especial para autora, que demorou cerca de seis anos para concluir o livro. É que se trata da história do nordestino e político da região Luiz José da Silva, conhecido como Luiz Vitor, pai de Cléa Paixão. “Comecei a escrever em 2010, mas a cada página o choro era inevitável e acabava fechando o computador. Só consegui terminar em 2016. Mesmo assim foram mais dois anos para a impressão. Escrever o livro foi também um processo de cura emocional pela perda do meu pai e de minha em curto período” conta Cléa.

 

 A escolha da Câmara Municipal para o lançamento do livro é significativa, pois lá Luiz Vitor deixou sua marca, como vereador, presidente da Câmara e vice-prefeito. A história narrada em cerca de 200 páginas, tem a apresentação escrita pelo ex-governador e ex-presidente do Tribunal de Contas da União, Guilherme Palmeira, e vários prefácios escritos por autoridades e amigos como o senador Fernando Collor, o ex-governador Divaldo Suruagy (que escreveu antes de falecer), o ex-prefeito de Taquarana João Ribeiro de Castro Neto e dra. Yaradir Sarmento e Rosienny Sarmento, que vão pontuando a história. Além de depoimentos de familiares e amigos.

 

Cléa Paixão vem de Brasília, onde reside desde 1995, para participar desse momento festivo e de honra para seu pai.  “Sempre me alegro ao voltar para a minha terra, onde estão minhas raízes. E poder lançar o livro Pai, sua marca no mundo é mais do que emocionante e gratificante, é um sentimento inexplicável. A obra traz a história do meu pai com fotos, documentos, mas também faz uma homenagem a todo homem nordestino que superou as secas, as dificuldades, etc. Com certeza muitos vão se identificar com a história contada. São muitos luizes em Alagoas e no Nordeste” garante Cléa Paixão.

 

No dia anterior, 23, Luiz Vitor será também homenageado com a inauguração da Unidade Básica de Saúde do povoado Salgado que leva o seu nome, pelos feitos em prol da população taquaranense, em especial do povoado Salgado, onde morou e iniciou vida política.

 

O evento é uma realização da Prefeitura e da Câmara Municipal de Taquarana, com apoio da família do homenageado.

 

Outras obras de Cléa Paixão

  • A influência da mulher no mundo: família, religião e sociedade, Exitum Editora, 2012;  Pai, sua marca no mundo, Exitum Editora, 2016.
  • Mergulho no lago escuro. In Narrativas a Céu Aberto: modos de ver e viver Brasília. Editora UnB, 1996;
  •  Somos protagonistas de sonhos. In O Protagonismo Feminino em Verso e Prosa. Scortecci Editora. São Paulo, 2016
  • antologia bilíngue, editada pelo Itamaraty, 2014.
  •  

Contos e crônicas:

* A eterna descoberta do amor – Revista Varal do Brasil – Genebra, Suiça, marco/2013

* O amor entre um urso e uma gata - Revista Varal do Brasil – Genebra, Suiça, novembro/2013

* Amor verdadeiro segundo Cantares – Revista Varal do Brasil – Genebra, Suiça, julho/2016