Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

No final da manhã desta segunda-feira (12), um ex-presidiário identificado como Paulo Alberto Pereira do Nascimento, conhecido como Riquinho da Lagoa da Canoa, morreu após trocar tiros com policiais da Rocam durante uma abordagem no bairro Nova Esperança, em Arapiraca.

Segundo informações apuradas com a polícia, Riquinho foi abordado em atitude suspeita e levado pela guarnição até a sua residência. Ao chegar no local, o suspeito fingiu pegar algo debaixo da cama, quando sacou uma arma e foi iniciada uma troca de tiros.

Durante a ação, Rikinho foi atingido e socorrido pelos militares até o Hospital de Emergência do Agreste, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Riquinho já havia sido preso vários vezes por roubos, suspeitas de homicídios, estupro, além de tráfico de drogas. Ele e comparsas dominavam uma onda de assaltos e tráfico de drogas nas proximidades de Lagoa da Canoa e Arapiraca.

Os relatos policiais afirmam que eles costumavam aterrorizar a população e aproveitavam as paradas em uma lombada de acesso a Lagoa da Canoa para derrubar as vítimas e tomarem os veículos.