Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Para tentarmos responder a esta indagação temos que fazer uma retrospectiva da eleição de 2016.

A eleição municipal de 2016 em Arapiraca foi uma das mais surpreendentes dos últimos anos em Alagoas no quesito resultado. Os três principais concorrentes ao pleito foram Ricardo Nezinho (PMDB), Tarcizo Freire (PP) e Rogério Teófilo (PSDB). Nezinho conseguiu formar uma ampla frente de apoio, reunindo no mesmo palanque o governador Renan Filho (PMDB), o vice-governador Luciano Barbosa (PMDB), o Presidente do Congresso Nacional Renan Calheiros (PMDB), todos os ex-prefeitos, os principais empresários locais e a maioria dos 17 vereadores eleitos.

O candidato Freire não conseguiu ter uma base de apoio significativa, tendo no senador Benedito de Lira e no deputado federal Arthur Lira como seus principais aliados. Teófilo também não teve uma grande base de apoio, seu principal aliado foi o deputado estadual Severino Pessoa (PRB), tendo este indicado a sua esposa Fabiana Pessoa (PRB) para vice.

As duas pesquisas realizadas pelo Instituto Paraná, registradas junto ao TRE/AL nos dias 20/8/2016 e 15/9/2016, apontavam o candidato Ricardo Nezinho com ampla vantagem em relação aos seus dois principais concorrentes, Tarcizo e Rogério. A primeira pesquisa foi publicada no dia 26/8/2016 na qual Nezinho aparece com 36,2%, Freire com 25,6% e Teófilo com 18,7%. A segunda foi publicada no dia 21/9/2016 em que os números foram praticamente iguais a primeira pesquisa, Nezinho 36%, Freire 25,9% e Teófilo com 20,1%. Um fato importante a ser destacado foi o elevado número de eleitores indecisos, aproximadamente 30%; tendo sido uma variável  importante que poderia mudar o resultado na reta final da eleição.

Vale ressaltar que a eleição em Arapiraca é de turno único, pois o eleitorado não atinge o mínimo de 200.000 eleitores. Faltando onze dias para o pleito era praticamente certa a vitória de Ricardo Nezinho em razão dos números que apresentavam as pesquisas. No dia 2 de outubro aconteceu o pleito e para surpresa do meio político, Rogério Teófilo (PSDB) foi eleito com uma votação de 40.389 votos (40,13%) e o segundo foi Ricardo Nezinho (PMDB) obtendo uma votação de 40.130 votos (38,04%). A diferença a favor de Teófilo foi de 259 votos (2,09%). Apesar da ampla base de apoio que tinha o candidato Nezinho, alguns fatores ajudaram na sua derrota, entre eles  o fato de ter sido o candidato de maior rejeição nas pesquisas; pela autoria do projeto Escola Livre,  o qual foi bastante rejeitado no meio acadêmico;  o baixo desempenho nos debates e principalmente por ter tido  o apoio da prefeita Célia Rocha, cuja gestão estava muito desgastada.

Ao longo dos dois primeiros anos à frente da prefeitura de Arapiraca, Rogério Teófilo teve grandes desafios a vencer. Herdou um “restos a pagar” de aproximadamente 20 milhões de reais, salários atrasados e uma longa greve na Educação. Para colocar a máquina pública municipal em funcionamento, precisou fazer um grande ajuste nas contas públicas. Ao longo da gestão ele conseguiu realizar os ajustes necessários, iniciando uma série de obras que a cidade precisava.

As eleições municipais de 2020 se aproximam, e hoje Rogério Teófilo apresenta-se como um fortíssimo candidato à reeleição. Os pretensos candidatos a disputar com ele ainda não estão definidos. É improvável a candidatura do vice-governador Luciano Barbosa, pois o mesmo terá de abdicar da possibilidade de exercer o cargo de governador durante quase um ano, caso Renan Filho seja candidato nas eleições de 2022. O deputado Tarcizo Freire foi candidato no pleito de 2016; hoje faz parte da base de apoio de Teófilo e indicou Carlos Henrique para a Secretaria de Agricultura do município. Diante desse fato há uma tendência de que Freire não venha a disputar o pleito de 2020. Célia Rocha foi uma das grandes derrotadas na eleição de 2018, tendo alcançado a 3ª suplência na sua coligação para deputada estadual, motivo este que dentro do contexto dificulta uma possível candidatura. O deputado estadual Breno Albuquerque, apesar de ter sido o quinto mais votado em Arapiraca na eleição de 2018, possivelmente não deve disputar o pleito e deverá apoiar um dos candidatos da oposição. Hoje os dois principais adversários de Teófilo no pleito de 2020 são Severino Pessoa (PRB), o qual foi o deputado federal mais votado em 2018 em Arapiraca e Ricardo Nezinho (PMDB) que foi o estadual mais votado. Severino pode não disputar o pleito e lançar a sua esposa, atual vice-prefeita Fabiana Pessoa à candidatura de prefeita do município de Arapiraca.

Importante lembrar que uma eleição não é igual a outra, fatos relevantes determinam a vitória ou a derrota de um candidato. Na eleição de 2016 o principal aliado de Teófilo era Severino e hoje é um dos seus principais opositores. Nezinho não teve o apoio de Severino no último pleito municipal e agora em 2020 poderão caminhar juntos. Agora inicia-se o momento das articulações políticas, muitos fatos e situações irão acontecer podendo mudar o panorama eleitoral. Surpresas em eleições sempre poderão surgir, porém se Rogério Teófilo não cometer erros de percurso terá amplas chances de ser prefeito de novo.