Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Os jornalistas do Agreste e do Estado de Alagoas iniciaram, nesta terça-feira (25), uma greve por tempo indeterminado contra a redução salarial proposta pelos empresários durante as negociações do reajuste anual. Em Arapiraca, a mobilização da categoria acontece na Praça Luiz Pereira Lima. Na capital, a mobilização começou ainda de madrugada em frente à sede da TV Gazeta, TV Pajuçara e TV Ponta Verde, que foram as empresas que propuseram a redução.

A paralisação foi mantida após uma assembleia realizada ontem, no auditório do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL) e contou com representantes do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Alagoas (Sindjornal) e da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj). 

Em Arapiraca os profissionais recebem apoio de sindicatos, coordenações de projetos sociais e da população em geral.

Conforme a proposta das empresas, o valor do atual piso salarial, que é de R$ 3.565,27, seria reduzido em 40% totalizando um pouco mais de R$ 2.100,00. O Sindicato dos Jornalistas tentou viabilizar diversas negociações com os empresários, que não apresentaram nenhuma proposta que contemplasse a categoria.

A mobilização é geral de toda categoria e a redação do CadaMinuto adere ao movimento levando até a sociedade alagoana todas as informações sobre a luta de todos os profissionais.