Governador lembra que missão contra mortalidade infantil continua

  • eduardocardeal
  • 08/08/2009 05:53
  • Municípios
“No dia 16 de setembro está chegando o segundo lote de ambulância cidadãs e a partir de outubro estaremos entregando aos 52 municípios restantes, todos, sem exceção serão contemplados”, anunciou o governador Teotonio Vilela Filho, nesta sexta-feira (7), no município de Flexeiras, onde ocorreu mais uma edição do Fórum Viva Vida.

O governador fez um apelo aos participantes do Fórum para reduzir a mortalidade infantil, considerando fundamental o empenho de todos nesse processo. “Temos que nos unir e nos indignarmos com essa realidade, porque é vergonhoso ter o pior índice de mortalidade infantil do país. Somos todos responsáveis por cada criança que nasce e temos trabalhar juntos para mudar isso em Alagoas, e a participação efetiva dos profissionais de saúde é indispensável”, disse.

No município, Teotonio Vilela entregou seis motocicletas para os municípios da região que vão auxiliar nas ações de vigilância em saúde. Além de Flexeiras, foram contemplados os municípios de Campestre, Novo Lino, Joaquim Gomes, Jundiá e Colônia de Leopoldina. Foram adquiridas, no total, 108 motocicletas e todos os municípios de Alagoas serão contemplados.

A prefeita de Flexeiras Silvana Cavalcante, falou representando os municípios vizinhos, sobre a valorização da saúde em Alagoas e atenção do governo do Estado. “Estamos recebendo o governador pela terceira vez aqui no nosso município e sempre trazendo grandes ações”, destacou.

A secretária Municipal de Saúde, Maria do Socorro, agradeceu a presença do governador no Fórum e lembrou algumas medidas adotadas pelo município para reduzir a mortalidade infantil. “Teotonio Vilela Filho ficará na história como sendo o primeiro governador que olhou e chegou junto dos municípios, contribuindo mensalmente, além do desenvolvimento de ações coordenadas para o fortalecimento desse serviço que a população tanto clama por melhoras”, afirmou.

O secretário de Estado da Saúde, Hebert Mota, destacou a importância dessa contrapartida do Estado para melhorar também as condições de trabalho dos agentes comunitários. “Nunca um governo repassou recurso para o Programa Saúde da Família (PSF)”, frisou.

Hebert disse ainda que serão investidos, ainda este ano, R$ 30 milhões na construção de 95 postos de saúde para aumentar a cobertura do PSF no municípios onde há maior carência. Ainda, de acordo com o secretário, serão destinados recursos na ordem R$ 10 milhões para a compra de equipamentos desses postos.

Ainda no evento, o governador disse que reduzir o índice da mortalidade infantil é o maior desafio do Estado, ressaltando a importância dos recursos adquiridos. Teotonio Vilela entende que o trabalho para redução da mortalidade começa com o monitoramento das gestantes.

“Adquirimos também cestas básicas e todas as gestantes que iniciarem o pré-natal irão receber. Vamos evitar a desnutrição, porque a formação do feto é importante nesse processo”, ressaltou o governador.

Teotonio também lembrou que já houve uma redução no primeiro semestre de 2009 de 35% com relação ao ano passado. “Foi uma vitória nossa. Significa que 161 crianças deixaram de morrer, mesmo assim ainda é pouco e temos muito o que fazer”, salientou.