Paraná confirma mais seis mortes por gripe suína; total no país sobe para 139

  • eduardocardeal
  • 08/08/2009 01:53
  • Saúde
A Secretaria da Saúde do Paraná confirmou nesta sexta-feira mais seis mortes em consequência da gripe suína --a gripe A (H1N1). Com isso, o número de mortes sobe para 31 no Estado; no país são ao menos 139, de acordo com dados do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais da Saúde.

A secretaria do Paraná informou que, das 31 mortas, 21 ocorreram na região de Curitiba; três na região de Foz do Iguaçu; dois na região de Jacarezinho; e dois na região de Ponta Grossa; as regiões de Londrina, União da Vitória e Maringá registram uma morte cada.

O Paraná é o Estado com o terceiro maior número de mortes causadas pela gripe, atrás de São Paulo que, até a última terça-feira (4), havia confirmado 50 mortes, e do Rio Grande do Sul, onde 33 pessoas morreram. Outros Estados com mortes confirmadas por causa da doença são: Rio (19), Santa Catarina (3), Bahia (1), Pernambuco (1) e Paraíba (1).

Rio Grande do Sul

Também nesta sexta, a Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul confirmou a primeira morte em Porto Alegre causada pela gripe suína, o que elevou para 33 o número de óbitos no Estado.

A vítima em Porto Alegre é uma mulher de 33 anos, que morreu dia 22 de julho. A secretaria informou que ela não apresentava outros problemas de saúde.

Sintomas

A gripe suína é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A, chamado de H1N1. Ele é transmitido de pessoa para pessoa e tem sintomas semelhantes aos da gripe comum, com febre superior a 38ºC, tosse, dor de cabeça intensa, dores musculares e nas articulações, irritação dos olhos e fluxo nasal.

Para diagnosticar a infecção, uma amostra respiratória precisa ser coletada nos quatro ou cinco primeiros dias da doença, quando a pessoa infectada espalha vírus, e examinadas em laboratório.

Os antigripais Tamiflu e Relenza, já utilizados contra a gripe aviária, são eficazes contra o vírus H1N1, segundo testes laboratoriais, e parecem ter dado resultado prático, de acordo com o CDC (Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos).