Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Nesta quinta-feira (30), estudantes, professores e líderes de movimentos sociais tomaram as ruas do Centro de Arapiraca para protestarem contra o corte de verbas para a Educação anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro.

A concentração ocorreu na Praça Luiz Pereira Lima, mais conhecida como praça da Antiga Prefeitura. De lá saíram em caminhada por várias ruas, com faixas e cartazes em mãos com palavras de ordem contra a medida do governo federal.

O ato foi simultânio em todo o Brasil. Em Arapiraca a manifestação teve o apoio do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinteal) regional Agreste, além de sindicatos da Uneal, Ufal, Ifal, entre outros.

O estudante universitário Jalmir França afirmou que um país onde não se investe em Educação é um país que não se acredita no futuro. "O presidente está perdido e sem noção do que faz. É inadimissível cortar recursos para a Educação num país onde a única arma do pobre é o conhecimento", lamentou o estudante.