Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Na noite desta terça-feira (9), durante sessão na Câmara Municipal de Arapiraca, a vereadora Aurélia Fernandes fez um discurso preocupante, ao afirmar que se alguém sofrer um infarto em Arapiraca e não tiver condições financeiras morre por falta de atendimento de urgência cardíaca.

Na oportunidade a vereadora apresentou requerimento, aprovado por unanimidade, solicitando ao governador Renan Filho e ao secretário de Saúde de Arapiraca, Glifson Magalhães, solicitando a implantação do serviço de urgência e emergência cardiológica em Arapiraca.

Ainda segundo Aurélia Fernandes, o Hospital Chama conta com uma estrutura pronta para a realização de serviço de infartos e leitos de UTI cardíaca, porém, sem funcionamento por falta de habilitação.

Funcionamento noturno das UBS

A vereadora também apresentou indicação à Secretaria de Saúde de Arapiraca, solicitando que o município faça a adesão ao Programa Mais Saúde, do governo federal, colocando as unidades de saúde do Município para funcionarem no horário noturno.