Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Os proprietários dos postos de combustíveis na cidade de Arapiraca foram convocados pelo Procon Alagoas para tratar sobre o combate de preços abusivos de gasolina. Durante uma fiscalização, 70 estabelecidos foram notificados por irregularidades.

Segundo o coordenador do Procon de Arapiraca, na vistoria foram detectadas várias irregularidades, entre elas a principal que foi o valor do litro do combustível, que em alguns locais chega a R$ 4,80.

Em entrevista ao programa Bom Dia Alagoas, Dênys Reis destacou que a proposta da reunião é fazer uma conscientização com os empresários para que possa ter um nivelamento na relação cliente e fornecedor.

Ele ainda enfatizou que o papel do Procon não é obrigar os postos a reduzirem seus preços, mas que as equipes irão acompanhar depois das fiscalizações.

A fiscalização iniciou logo após o órgão receber denúncias de que alguns postos de combustíveis estariam repassando preços abusivos aos consumidores.
Segundo o Procon, mesmo com uma série de reduções de valores nas refinarias ainda não foi possível perceber a queda no valor em Arapiraca na mesma proporção.