Divulgação 04cf1963 886c 46af 855e d18c18f66bfd Para prender o suspeito, agentes tiveram que se disfarçar de homens do campo

O trabalho investigativo de uma equipe comandada pelo delegado Rômulo Andrade conseguiu retirar de circulação um criminoso acusado de matar com pauladas na cabeça um idoso de cerca de 70 anos para roubar. O crime foi registrado em 16 de setembro de 2017 na zona rural de São Brás.

De acordo com as informações colhidas por nossa redação, Deivid Henrique Barros dos Santos, 20 anos, estava escondido em um casebre situado no povoado Tapera do Itiúba, na zona rural de Porto Real do Colégio, quando foi identificado e preso na manhã desta quarta-feira, 26 de dezembro.

Para prender o elemento, agentes da delegacia de Porto Real do Colégio tiveram que se disfarçar de homens do campo para se infiltrarem no local onde Deivid Henrique estava escondido, sem que o mesmo desconfiasse de nada e pudesse tentar escapar do cerco policial.

Ainda segundo as informações sobre o caso, depois de conseguir identificar o elemento, os policiais deram cumprimento a um mandado de prisão em aberto. Deivid Henrique foi encaminhado à delegacia de Porto Real do Colégio, local onde foi ouvido e autuado por latrocínio.

As investigações policiais mostraram que o crime contra José Florêncio foi praticado pelo acusado e por um adolescente, à época, que responde em liberdade pelo latrocínio. O idoso foi executado enquanto dormia com pauladas na cabeça. O crime teria sido praticado por que os elementos queriam roubar um dinheiro que a vítima guardava em casa após a venda de um terreno. Desde então, Deivid Henrique era considerado como foragido da Justiça.