Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A presidente da Câmara Municipal de Arapiraca, Professora Graça, a convite do tenente-coronel, comandante, do Terceiro Batalhão de Polícia de Arapiraca, Ênio Bolívar, participou na tarde desta quinta-feira (13), de um almoço naquele batalhão, na companhia dos vereadores, Rogério Nezinho, Fabiano Leão, Gilvania Barros, Aurélia Fernandes, Pablo Fênix, Sérgio do Sindicato, Dr.Fabio, Pastor Marcos Caetano, Thiago Ml, Jario Barros, Melquisedeque de Oliveira.

Durante o encontro, logo após o almoço, o comandante Bolívar, convidou  os parlamentares, para conhecerem o trabalho realizado pela corporação em Arapiraca, como a Casa de Adestramento, onde os polícias simulam  buscas e apreensões a procura de marginais, o Canil, a Baía, e a construção de um estande de tiros, segundo o próprio coronel, um dos últimos feitos em seu comando.

Ainda durante o almoço, o tenente-coronel, Ênio Bolívar e o major Luciano Felizardo, foram surpreendidos com o anúncio feito pela presidente Graça, de que em retribuição ao trabalho de ambos em defesa da segurança do povo arapiraquense, a Câmara Municipal de Arapiraca, vai outorgar os dois militares, dois títulos de Cidadão Honorários de Arapiraca, logo no início dos trabalhos legislativos de 2019.

Ao tomar conhecimento da homenagem, o tenente-coronel, Ênio Bolívar, disse que se sentia bastante honrado em se tornar o mais novo filho de Arapiraca. 

"Nada melhor para ser homenageado de alguma forma, no mês do Natal, mês de congraçamento e mais ainda, ser homenageado com o título de Cidadão Honorário, na cidade que me recebeu de braços abertos e que tanto tem feito por mim", desabafou o comandante. 

Para o comandante, nesses dois anos a frente do Terceiro Batalhão, ele tem recibo o total apoio dos vereadores, onde inclusive, já esteve participando de uma audiência pública, para fazer uma explanação sobre o combate a violência em Arapiraca.

Também ao falar sobre a homenagem que receberá com o título de Cidadão Honorário de Arapiraca, o major Luciano Felizardo, até chegou a brincar e arriscou um trocadilho, ao afirmar que se sentia um felizardo com a homenagem. 

Segundo o major Luciano Felizardo, mesmo não sendo filho de natural Arapiraca, já tem raízes na cidade, porque já construiu família. 

"Se eu cheguei em Arapiraca, há vinte anos, já tenho vínculo com a cidade por ter constituído família" , argumentou. 

Já a presidente Professora Graça, disse que é preciso que os futuros comandantes, continuem com o trabalho realizado pelo coronel Ênio Bolívar, acrescentando que as pessoas passam diariamente em frente ao terceiro batalhão e não sabem a dimensão do trabalho realizado ali.