0e572f32 2a77 455f a4de 4e89990eee40

Para o Hospital Regional de Arapiraca, a segurança daqueles que precisam de internação está em primeiro lugar. Por isso, a instituição possui um Núcleo de Segurança do Paciente (NSP). 

Preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e instituído no Brasil em 2013, o objetivo é contribuir para a qualificação do cuidado com a segurança do paciente evitando, assim, a presença de eventos que possam causar dano permanente ou morte - mesmo que não intencionais.

Composto por uma equipe multiprofissional, os protocolos de segurança baseiam-se em identificar corretamente o paciente; melhorar a comunicação entre profissionais de saúde; melhorar a segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos; assegurar cirurgia em local de intervenção, procedimento e pacientes corretos; higienizar aas mãos para evitar infecções e reduzir o risco de quedas e úlceras por pressão.

De acordo com o diretor médico do Hospital Regional, Ulisses Pereira, a existência do NSB demonstra o comprometimento da instituição, promovendo maior segurança para os pacientes, profissionais e ambiente hospitalar.

“Eventos adversos como queda do paciente, erros de medicação, falha na identificação, entre outros, fazem parte da prevenção na rotina do hospital. Não podemos negligenciar os fatores que podem surgir na rotina médica”, destacou.

A articulação dos processos de trabalhos e das informações que impactem nos riscos ao paciente, além da articulação com diferentes áreas intra-hospitalares que trabalhem com riscos na instituição é função primordial do NSB. Afinal, o paciente precisa estar seguro, independente do processo de cuidado a que ele está submetido.

O Núcleo é constituído pela Resolução de Diretoria Colegiada, a RDC/Anvisa, nº 36/2013 que estabelece a gestão de riscos.