Conselho Estadual de Segurança pede vista do projeto de gratificação

  • Redação
  • 29/04/2011 10:01
  • Cidade

Na reunião desta sexta-feira (29), o Conselho Estadual de Segurança de Alagoas deliberou a favor da devolução do Projeto de Lei que pretende conceder bônus salarial aos servidores públicos da segurança do estado. O projeto trata da designação de aposentados da PM para assumir postos remunerados dentro da corporação e da premiação para militares que apreenderam armas de fogo.

De acordo com o Corregedor Geral do Ministério Público de Alagoas (MPE), Antiogenes Marques Lira, o projeto de Lei é muito bom, no entanto, se faz necessário uma melhor adequação na situação local.

“Não existe ‘aquela’ ideia que trará o fim do crime no estado de Alagoas ou no mundo. Um conjunto de ações por parte do Estado e, consequetemente, da sociedade pode trazer uma queda brusca no quadro da violência”, acentuou o corregedor, relatando que o atual projeto se enquadra em uma visão individualista.

A premiação é um projeto de lei, proposto pelo Secretário da Defesa Social, Dário César, que buscou exemplos nos estados como Minas Gerais, São Paulo e Pernambuco, onde o projeto já foi implantado.

“De fato se faz necessário uma modificação no Projeto de Lei, ou seja, as mudanças que sugerimos (conselho) foram de que seja gratificada toda corporação ou o conjunto dos servidores públicos, já que eles (agentes da segurança pública) são remunerados com esse dever”, salientou Lira.

Ainda nesta manhã, o Dário César utilizou o microblog Twitter para agradecer ao desembargador Tutmés Airan, que destacou a importância do Conselho de Segurança, durante esta semana na imprensa.