98addf6f 908a 4872 8533 b21aa2074ee5

Uma mulher de 55 anos morreu na tarde desta segunda-feira (15), durante um procedimento cirúgico no Hospital de Teotônio Vilela. Margareth Augusta da Silva, foi submetida a uma cirurgia de suspensão da bexiga e períneo. Logo após o procedimento, ela passou mal, e veio a óbito na Unidade Mista Nossa Senhora das Graças.

Os familiares foram comunicados da morte, porém, a causa não foi revelada pelos médicos que realizaram a intervenção. Segundo eles, o corpo de Margareth foi encaminhado para o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO), em Maceió, mas não foi aceito pelo órgão, que orientou o retorno do corpo para a Unidade, onde o médico responsável pela cirurgia deve emitir declaração de óbito.

Ainda de acordo com informações dos familiares, foram realizadas, no mesmo dia, mais de vinte procedimentos, e um outro paciente, um jovem que não teve a identidade revelada, também passou mal durante a intervenção, e foi encaminhado às pressas para Arapiraca.

Em entevista ao Portal,  o diretor da Unidade Mista Nossa Senhora das Graças, Ronaldo Cordeiro, disse que a paciente realizou um pequeno procedimento que não exige o aparato de uma UTI, e que a unidade não é equipada com uma Unidade de Terapia Intensiva. Ele negou que tenham sido feitos vinte procedimentos nesta segunda, retificando que foram apenas dez. O diretor também desmentiu a informação de que outro paciente teria passado mal durante cirurgia realizada no hospital.