2cbd78ad 8998 4ca4 9c86 302faf1db674

Após a morte da soldado Laysa Avelino, de 29 anos, que fazia parte do 3º Batalhão de Arapiraca, a diretoria da Associação dos Cabos e Soldados em Alagoas (ACS/AL) emitiu uma nota nesta segunda-feira (13) lamentando a morte de Laysa e afirmou que a Associação dispõe de convênios com clínicas que atendem nas áreas de psiquiatria e psicologia.

Ainda essa semana, o Cabo Wellington [presidente da ACS] vai se reunir com o Comando Geral para falar acerca do apoio que a Associação irá prestar aos militares e falar sobre os casos de suicídio.

Em nota, a ACS frisou que caso o sócio da entidade necessite de apoio ele deve procurar a diretoria social da entidade a fim de dar encaminhamento para receber essa assistência.

O corpo da Laysa está sendo velado na Assembleia de Deus, que fica situada no bairro Brasília, em Arapiraca. O enterro será às 16 horas no cemitério Pio XII.