Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Adriano Soares

"Recebi um convite que não quis aceitar e passei todo o tempo conversando, refletindo, negando... A decisão está tomada e sei que será um desafio imenso. Vou me esforçar muito".

Foi com esta afirmação que o advogado Adriano Soares deixou claro que deve mesmo aceitar o convite para assumir o cargo de secretário estadual de educação, na noite de ontem, o ex-secretário de gestão pública disse ainda que hoje falaria sobre o caso.

Adriano ainda deu outra pista ao elogiar o jornalista Ricardo Motta do Sistema pajuçara de Comunicação, que divulgou a informação em primeira mão.

"Ele não deve ser apenas mais um a sentar na cadeira de secretário", diz Sinteal sobre Adriano Soares

O anúncio de que o advogado Adriano Soares será o novo secretário estadual de educação, que ainda não foi confirmado oficialmente, causou surpresa aos representantes do Sindicato dos trabalhadores da educação (Sinteal/AL), principalmente por se tratar de um jurista, embora ele tenha experiência como gestor, já que foi secretário de gestão pública no primeiro mandato do governador Teotônio Vilela.

Em meio a uma greve, acarretada pelo fato dos servidores não aprovarem o aumento de 5,9% parcelado em duas vezes, concedido pelo governo, Soares terá a missão de mediar conflitos, mantendo o diálogo com a categoria.

É o que espera a sindicalista Darci Acyoli, que passou a semana participando de atividades de articulação do movimento unificado de greve em alguns municípios do Estado.

Ela contou que a categoria ouviu falar que o nome indicado para assumir a pasta seria o de Tadeu Lira, ex-secretário municipal de educação. “Eu estava em Arapiraca e recebi com surpresa essa indicação. O Adriano Soares foi da administração pública e esperamos que ele venha para resolver os problemas da categoria”, afirmou.

Darci ressaltou que quem assumir o cargo deve ter controle sobre a secretaria. “Ele não deve ser apenas mais um a sentar na cadeira de secretário de educação. Tem que ter responsabilidade no posto, porque há secretários que assumem por assumir”, destacou ela, lembrando que a preocupação maior é se Soares irá resolver os impasses na educação.

Sobre a administração de Rogério Teófilo, que deve assumir a Secretaria de articulação política, para ter mais possibilidade de ser candidato a prefeito de Arapiraca, em 2012, Darci afirmou que mesmo ele sendo professor, não conseguiu solucionar os problemas da categoria, assim como tantos outros que passaram pela pasta.

“Não temos poder sobre os secretários, é o governador que coloca quem ele quer. Sei que quando o Adriano Soares estava na pasta da gestão pública muitos servidores foram penalizados pelos desmandos do governo. Não posso afirmar que ele vai facilitar as coisas, mas temos esperança que venha para somar e tratar os trabalhadores com dignidade”, ressaltou.