Foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (25) o resultado das instituições habitaladas no edital para a criação da Rede Arapiraca de Pontos de Cultura. Após este primeiro momento, até o dia 20 de maio, serão divulgados os selecionados.

Graças ao empenho da prefeita Célia Rocha (PTB), recursos federais ajudarão o setor cultural do município na difusão de todos os nossos segmentos artísticos, fomentando-os ainda mais.

A rede se instalará com a parceria dos programa Mais Cultura e Juventude Viva, do Ministério da Cultura (MinC), onde cada isntituição selecionada – todas elas sem fins lucrativos – irá receber o montante de R$ 180 mil em três anos.

Os envelopes foram abertos pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur) e são estas 11 as habilitadas: Capoeira Contruindo Cidadania; Ponto de Cultura Luzes de Ribalta; Núcleo do Audiovisual de Arapiraca (Navi); Coro Popular Sons e Dons; Ponto de Luz; Ponto das Batingas; Todos Iguais na Arte; Identidade e Cidadania Afrodescendente; Resgatando História; Cultura Solidária; e Cavacultura.

Sendo esta etapa eliminatória, as instituições inabilidatas poderão efetuar pedido de reconsideração até a próxima terça-feira (22), sendo ele protocolado até as 14h na sede da Sectur, no Centro Administrativo Antônio Rocha, bairro de Santa Edwiges. 

Agora, as habilitadas serão avaliadas pela Comissão de Seleção de Méritos, compostas por representantes do MinC e da Prefeitura de Arapiraca, para que os selecionados sejam divulgados.

"Para a prefeita Célia, neste momento, é importantíssima esta participação de todos os grupos que lidam com cultura popular, entidades étnico-culturais, patrimônio material, audiovisual e radiodifusão, culturas digitais, gestão e formação cultural, pensamento e memória, expressões artísticas e ações transversais para construirmos um setor mais dinâmico", diz a secretária da Sectur, Tânia Santos.