Uma importante ferramenta disponibilizada à população tem ajudado as Polícias Civil e Militar de Alagoas a combater a violência e solucionar crimes. Funcionando 24 horas, durante todos os dias da semana, o disque-denúncia é um serviço gratuito que pode ser utilizado por qualquer pessoa que tenha informações que possam contribuir para que as polícias desvendem e combatam crimes no Estado.

O serviço, disponibilizado tanto pela Polícia Civil como pela Militar, tem garantido bons resultados na luta contra a criminalidade. Por meio dele, prisões de foragidos, apreensões de drogas, recuperação de materiais de furto e roubo e esclarecimento de vários tipos de crimes já foram efetuados.

Neste mês, a Polícia Civil comemora três anos da implantação do seu disque-denúncia e está reforçando a divulgação do telefone 0800-284-9390. Segundo um levantamento da Central responsável pelo atendimento, nesse período já foram recebidas mais de 10 mil denúncias, sendo todas elas encaminhadas aos órgãos competentes para a apuração.

O serviço funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive nos feriados. Cada denúncia recebe um número de protocolo que é repassado ao denunciante para que ele possa acompanhar o andamento da investigação, que é feita pela delegacia responsável pela área. Dados apontam que 90% das ligações feitas ao 0800-284-9390 são verdadeiras.

Para a chefe da Central, Ana Paula Becker, os números comprovam que a credibilidade da população alagoana em relação ao serviço só tem aumentado. Um dos motivos seria o sigilo das informações e o total anonimato de quem está do outro lado da linha telefônica.

“Além do anonimato, a população tem confiabilidade no trabalho da polícia em função dos resultados alcançados. As pessoas veem que, após a denúncia, há uma apuração séria que alcança o esclarecimento do fato e culmina com a prisão dos envolvidos no delito. Agora, além do telefone, a população pode utilizar também a internet para fazer as denúncias, seja através do site da Polícia Civil ou mandando um e-mail para o endereço disquedenunciaalagoas@gmail.com”, esclareceu.

Na Polícia Militar, o serviço funciona através do telefone 3201-2000 e pode ser acionado a partir de qualquer terminal telefônico, inclusive dos orelhões. No site da corporação (www.pm.al.gov.br), também existe um link para que o usuário faça a denúncia online.

Segundo o capitão F. Lima, Subchefe da 2º Seção, setor da PM responsável pelo disque-denúncia, 90% das ligações estão ligadas ao tráfico de drogas. A mesma pesquisa aponta que 65% das denúncias detalhadas resultam em prisões e apreensões de drogas e produtos roubados em todo o Estado. “A pessoa que liga se sente mais segura por conta do anonimato”, afirmou o capitão.

Para ele, o único problema enfrentado pelo serviço é que as pessoas confundem a utilidade do disque-denúncia com os números de emergência e urgência, o 190 e 181. F. Lima explicou que esses telefones são para atendimento imediato, enquanto que os números 3201-2000, da Policia Militar, e 0800-284-9390, da Polícia Civil, são para denúncias investigativas onde a apuração das informações leva as políciais alagoanas a prisões e apreensões.

“Muitas pessoas ligam para ocorrências de atendimento imediato do tipo briga de família e de vizinhos e som alto, que devem ser feitas para o 190, ou para fazer denúncias vazias, sem elementos suficientes para uma boa investigação. Para o disque-denúncia, quanto mais informações, mais detalhes a pessoa tiver e repassar, melhor”, afirma F. Lima.