O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Alagoas (Sindjornal) realiza, na quarta-feira (30 de março), no Espaço Cultural dos Bancários, um happy hour com início às 19hs, para marcar o lançamento da Comissão de Mulheres Jornalistas pela Igualdade de Gênero. A atividade encerra a Agenda Mulher 2011, programação conjunta de entidades sindicais e dos movimentos sociais em comemoração ao Dia da Mulher (8 de Março). Durante o evento, que terá a participação da jornalista e cantora Gal Monteiro, haverá ainda homenagem a mulheres jornalistas.

A comissão de Mulheres do Sindjornal surge em atendimento a decisão do 34º Congresso Nacional dos Jornalistas, realizado no ano passado, em Porto Alegre (RS), que aprovou a instituição da Comissão de Mulheres da Fenaj. O objetivo é lutar pela construção de políticas públicas nas áreas da comunicação e direitos humanos. “Também defendemos o estabelecimento de políticas e ações que garantam o respeito à diversidade e aos direitos das mulheres e que coíbam a violência de gênero”, ressaltou a presidente do Sindjornal, Valdice Gomes.

Segundo a sindicalista, as mulheres nas redações e assessorias já são maioria, assim, a comissão defende o estímulo à difusão de imagens não discriminatórias e não estereotipadas da mulher, bem como a promoção de relações trabalhistas não-discriminatórias com equidade de gênero, raça e etnia nos locais de trabalho.

A Comissão de Mulheres da Fenaj tem como meta a montagem de uma rede e um grupo de discussão sobre o tema para as mulheres jornalistas; produzir estudos, pesquisas e orientações para a cobertura jornalística, além de ampliar o debate sobre a garantia e o aumento dos direitos das mulheres nos acordos e convenções coletivas.

Convênio ONU

Ainda no congresso de Porto Alegre, a Fenaj assinou convênio com a Organização das Nações Unidas (ONU) e suas seis agências, por meio do Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia, o qual tem a comunicação entre suas linhas estratégicas prevendo ações de formação de jornalistas nos temas gênero, raça e etnia, incentivo a maior cobertura da temática na grande mídia e fortalecimento das estratégias de mídia e advocacy desenvolvidas pela sociedade civil.

Pelo convênio, já tem prevista a realização de um mini-curso sobre Gênero, Raça e Etnia, no mês de maio, em parceria com Sindicatos de Jornalistas de oito Estados, incluindo Alagoas. O curso é gratuito.