Agreste

David Barros tem bens bloqueados por não repassar R$ 7,7 milhões ao Instituto de Previdência de Girau

  • Ascom TJAL
  • 23/09/2020 16:31
  • Agreste

O Núcleo de Improbidade Administrativa do Poder Judiciário de Alagoas determinou a indisponibilidade dos bens do prefeito de Girau do Ponciano, David Ramos de Barros, acusado de não repassar contribuições ao instituto de previdência do município, entre os anos de 2008 e 2012. O bloqueio é até o limite de R$ 2.838.788,55.

A decisão foi proferida na última sexta-feira (18). De acordo com os autos, David Barros teria deixado de repassar R$ 7.747.391,60 ao Instituto Municipal de Previdência Social (IMPS). Desse total, R$ 2.115.129,75 seriam referentes à contribuição patronal, e R$ 723.658,80 à contribuição retida dos segurados. O saldo remanescente (R$ 4.908.603,05) seria referente à consolidação de parcelamentos anteriores.  

Os valores citados, ainda segundo informações do processo, constam em um Termo de Acordo de Parcelamento e Confissão de Débitos Previdenciários, assinado pelo prefeito poucos dias antes do final de sua gestão, em 2012.  

Em defesa prévia, David Barros sustentou que a peça processual era inepta. O argumento, no entanto, foi rejeitado pelos juízes integrantes do Núcleo de Improbidade Administrativa do Judiciário. 

"Não é inepta a peça de ingresso, pois formalmente perfeita, contém uma sequência lógica e em nenhum momento houve por parte do requerido dificuldades para o exercício de sua defesa", destacaram os magistrados.

O prefeito alegou ainda que a ação de improbidade administrativa havia superado o prazo de decadência, o que também foi rejeitado. "A ação de improbidade administrativa poderá ser proposta em até 5 anos após o término do exercício do mandato, ou seja, considerando que o ora réu exerceu o cargo de prefeito até o dia 31/12/2012, e que a ação fora distribuída em 9/6/2015, patente que não fora superado o prazo legal".

Os magistrados ressaltaram que, em juízo de cognição sumária, a conduta imputada ao réu estaria violando os princípios da administração, notadamente a legalidade e a moralidade, além de configurar dano ao erário.

"Os documentos juntados aos autos são suficientes para denotar a verossimilhança das alegações do Município de Girau do Ponciano e do Ministério Público quanto às irregularidades no exercício do mandato pelo requerido no que concerne a não repasse de valores devidos ao Instituto Municipal de Previdência".

Os juízes afirmaram ainda que há imprecisões quanto aos valores não repassados, atinentes a parcelamentos celebrados anteriormente, razão pela qual determinaram o bloqueio da quantia referente à contribuição patronal não repassada (R$ 2.115.129,75) e do valor da contribuição retida dos segurados (R$ 723.658,80), totalizando R$ 2.838.788,55. O prefeito será citado para apresentar contestação no prazo de 15 dias.

Matéria referente ao processo nº 0700302-96.2015.8.02.0012

 

 

MVV divulga resultado final do Programa Aprendiz Operacional

  • Assessoria
  • 04/09/2020 16:17
  • Agreste

Ao todo, 50 pessoas de Arapiraca e Craíbas foram selecionadas; elas receberão treinamento por 6 meses

O início do processo seletivo para o Programa Aprendiz Operacional da Mineração Vale Verde (MVV) começou em setembro último. Os candidatos passaram todo o mês realizando diversas etapas até serem selecionados: prova objetiva, avaliação psicológica, dinâmica de grupo e exames médicos.

E nesta sexta-feira (4), conforme o regulamento, a MVV divulgou no www.vale-verde.com o resultado final das pessoas aptas a se tornarem “Operador de Planta”.

Os nomes dos 50 selecionados de Arapiraca e Craíbas – as duas cidades onde o Projeto Serrote está situado – podem ser vistos no site oficial da empresa.

Finalizando esta última etapa, o setor de Recursos Humanos (RH) da mineradora entrará em contato com cada um deles para a orientação sobre o processo admissional, informando data, horário, local e lista de documentos a serem entregues.

“A MVV adota como premissa aproveitar o máximo de moradores locais. Esse é um valor para a nossa empresa! Tivemos esse olhar quando fizemos o nosso ‘Mapa de Mobilização Para Fase de Operação’. Sempre com o cuidado com a segurança dos nossos empregados, a Planta foi uma das áreas que identificamos a possibilidade de contratar pessoas ‘sem experiência’ para ocupar o cargo de Operador de Planta. Ou seja, vamos capacitar 100% todos os que passaram agora pelo processo seletivo e, desses 50 classificados, 41 ficarão conosco efetivamente. Isso, para nós, é muito gratificante”, diz a gerente de RH e Administrativo do Projeto Serrote, Dione Queiroz.

O processo seletivo do Programa Aprendiz Operacional foi idealizado pela MVV e realizado por meio da Consultoria Análise Gestão Empresarial, em parceria com o Instituto Edna Tizeu. Todas as fases do certame respeitaram as recomendações de distanciamento social e uso de máscara de tecido no rosto, por conta do novo coronavírus (COVID-19).

O treinamento terá duração de aproximadamente seis meses, com bolsa-auxílio mensal de R$ 600, uma oportunidade única aos selecionados, visto que na região não existem ainda cursos técnicos especificamente nesta área.

As obras do Projeto Serrote seguem avançando com a implantação da planta de beneficiamento para a extração do minério de cobre. As 50 pessoas aptas pelo Programa ajudarão a erguer esse sonho no Agreste Alagoano.

 

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.

Presidente e Conselheiros do COREN/AL sofrem acidente de carro na AL 450 em Anadia

  • Blog do Cayo Cesar
  • 03/09/2020 18:25
  • Agreste

Durante a entrega das máscaras PFF2, em hospitais de referências e centrais virais nos municípios no interior de Alagoas, o presidente do Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL), Renné Costa, e os conselheiros Paulo Guimarães e Maycon Correia, sofreram um acidente após o veículo oficial do Conselho capotar. O fato ocorreu em um trecho da AL-450, no município de Anadia, na última quarta-feira (2). Ninguém ficou ferido.

De acordo com os ocupantes do carro, de modelo Nissan Frontier, placas PWC 1219, eles saíram de Maceió para fazer a entrega dos materiais em 15 municípios. Eles estavam no povoado de Tapera, em Anadia, quando passaram por uma lâmina d’água que fez o carro girar na pista, bater em uma ribanceira e capotar.

“Estava chovendo muito e a nossa sorte é que estávamos em baixa velocidade. Por sorte os danos foram apenas materiais, acionamos o seguro do carro e conseguimos seguir viagem em outro veículo”, explicou o presidente Renné Costa. 

 

Moradores do Pau Ferro se capacitam em oficinas online sobre associativismo

  • Assessoria
  • 26/08/2020 11:54
  • Agreste

Consultoras terceirizadas pela Mineração Vale Verde (MVV) estão realizando encontros durante julho e agosto

A força de uma comunidade está no que reserva e significa o seu próprio nome. “Comunidade” deriva de “comum”. E o que é comum é de todos, é partilhado.

Por isso a Mineração Vale Verde (MVV) tem investido nesse olhar amplo, a fim de que os moradores das 14 comunidades vizinhas ao Projeto Serrote, situado entre Arapiraca e Craíbas, se fortaleçam cada vez mais e construam suas próprias bases de ação socioeconômica na região.

Recentemente ocorreu a “Oficina Online Cooperação e Gestão”, não presencial devido à pandemia, com integrantes da comunidade rural Pau Ferro, em Craíbas. O encontro foi ministrado pela empresa terceirizada Riccon Consultoria.

Temas como organização social; fatores de fracasso e sucesso; planejamento; e associativismo fizeram parte da pauta. Nas próximas reuniões virtuais, novos tópicos serão inseridos, a exemplo de “Como Vender Para o Governo” e “Benefícios Futuros”.

"Estou dia sim, dia não na roça. Trabalhando com fumo. Mas na hora das oficinas, eu venho para casa para assistir. Os cursos proporcionados pela Riccon e MVV são maravilhosos!", garante a aluna Denise Alves da Silva, moradora do Pau Ferro.

Segundo ela, as consultoras Rita Lopes e Maria Aparecida Santos passaram tudo de forma clara e objetiva, com máxima transparência, proporcionando uma experiência virtual ainda melhor.

"Elas falaram sobre cooperação e associativismo na comunidade, mostrando seu verdadeiro significado. Afinal, como podemos cooperar no ambiente em que estamos inseridos? A Rita e a Cida são mulheres de grande sabedoria e me sinto grata por elas estarem dividindo isso com a gente! Já estou ansiosa para os próximos cursos! Espero que mais pessoas possam participar e, assim como eu, adquirir novos conhecimentos", revela Denise.

TIRANDO DO PAPEL

“A ideia de trazer esse tema de cooperação é para que os moradores do Pau Ferro busquem alternativas para a realização de sonhos conjuntos que a comunidade possa eventualmente ter. Não adianta planejarmos e aquilo ficar apenas no papel. Temos que partir para a ação. Para isso, precisamos falar, pensar e fazer. Com muito foco, diálogo e união”, orienta Rita Lopes.

De acordo com a especialista da Riccon, é preciso ter visão de futuro, buscando desenvolver-se e não pensando “apenas” no agora, no momento ou no problema. “Pessoas de sucesso têm esse espírito empreendedor. Estão sempre olhando à frente! E é isso que queremos trazer para essa comunidade com essas oficinas online”, completa a especialista.

Conforme a analista de Relações Comunitárias da MVV, Gyslane Chaves, o plano era esses encontros acontecerem presencialmente.

“Devido ao momento que estamos vivenciando, o encontro presencial não foi possível. A depender dos novos decretos do Governo do Estado, em setembro deste ano talvez já poderemos fazê-los. As atividades não podem parar e a comunidade do Pau Ferro, igualmente! Precisamos seguir em frente, com resiliência, cuidado e confiança. Vamos juntos avançando e estudando a partir de cursos como esses, para que possamos melhorar o nosso olhar para as políticas públicas da nossa região”, pontua a analista da Mineração Vale Verde.

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.

Vice-prefeito de Igreja Nova morre em Maceió vítima de Covid-19

  • Redação
  • 20/08/2020 17:05
  • Agreste

Depois de quase 30 dias internado em um hospital de Maceió, o vice-prefeito de Igreja Nova, Manoel Mateus, morreu na manhã desta quinta-feira (20), em decorrência de complicações provocadas pelo novo coronavírus.

O político passou a apresentar piora em seu quadro clínico há oito dias, e estava internado em um dos leitos da Santa Casa de Misericórdia de Maceió.

Além disso, Manoel Mateus foi submetido a sessões de hemodiálise, para restabelecer o funcionamento dos rins, mas acabou não resistindo à doença.

Empresário é autuado em mais de R$ 30 mil por extração mineral irregular em Girau do Ponciano

  • Redação
  • 14/08/2020 17:41
  • Agreste

Após denúncia, a equipe de fiscalização do Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA/AL) esteve no município de Girau do Ponciano e flagrou uma extração mineral irregular.

De acordo com a assessoria de Comunicação do IMA, a Gerência de Monitoramento e Fiscalização (Gemfi) do IMA constatou o dano causado por extração mineral sem licenciamento e o proprietário  da área foi autuado em R$ 33.264,53.

Casos como o que ocorreu no início desta semana em Girau do Ponciano podem ser evitados com a regularização da atividade, destacou a assessoria, lembrando que é  necessário o comprometimento do responsável pelo local para que a área seja recuperada, após o período de extração, e não resulte em severos impactos ambientais.

A população entrar em contato com o Instituto através dos canais de atendimento como o WhatsApp (82) 98833-9407 e o aplicativo gratuito IMA Denuncie http://ima.al.gov.br/appdenuncia/ , em que é possível fazer denúncias de forma anônima e com precisão de detalhes.

Aprendiz Operacional: MVV revela 100 candidatos classificados na 1ª etapa

  • Ascom MVV
  • 13/08/2020 18:18
  • Agreste

O processo seletivo para o Programa Aprendiz Operacional finalizou a sua primeira fase. A Mineração Vale Verde (MVV) divulgou nesta quarta-feira (12) o nome dos 100 candidatos classificados nas provas objetivas, realizadas no último sábado (8). A lista pode ser conferida no site oficial www.vale-verde.com.

A 2ª etapa é a de avaliação psicológica e já acontecerá nesta sexta (14), com os concorrentes de Arapiraca, e no sábado (15), com os de Craíbas.

Em Arapiraca, os testes de atenção concentrada, atenção difusa, raciocínio lógico e palográfico serão realizados na Consultoria Análise Gestão Empresarial, situada na Avenida Rio Branco, nº 680, bairro Cacimbas, com turmas nos horários de 8h às 10h; 10h às 12h; 14h às 16h; e 16h às 18h. Na cidade de Craíbas, serão feitos os testes apenas na parte da manhã, com turmas de 8h às 10h e 10h às 12h na Escola de Ensino Fundamental Tenente Coronel José Barros Paes, na Rua Francisco Gama da Silva, bairro do Centro.

No ato, é preciso levar original e cópia de documento de identidade oficial, com foto; cópia do Cadastro de Pessoa Física (CPF); original e cópia do certificado de escolaridade (diploma ou histórico escolar); comprovante de residência dos últimos 3 meses, em nome do candidato ou parente próximo; e currículo. A orientação no site oficial da MVV – que também está com os nomes dos candidatos e respectivos horários das avaliações psicológicas – é de que eles deverão comparecer ao local da seleção no mínimo 1 (uma) hora antes do horário de início, munidos de caneta esferográfica azul ou preta.

É obrigatório também o uso de máscaras durante o processo seletivo e que sejam devidamente respeitadas as recomendações de distanciamento social.

 

OPORTUNIDADE

As obras do Projeto Serrote estão avançando com a implantação da planta de beneficiamento para a extração do minério de cobre no Agreste Alagoano. Por isso, a MVV está selecionando residentes de Arapiraca e Craíbas para se capacitarem na função de “Operador de Planta”, a partir do Programa Aprendiz Operacional. O treinamento terá duração de seis meses, com bolsa-auxílio mensal de R$ 600, uma oportunidade única, visto que na região não existem ainda cursos técnicos especificamente nesta área.

Além da prova objetiva e a avaliação psicológica, a seleção dos interessados no Programa acontecerá em outras duas etapas: dinâmica de grupo e seleção do gestor (3ª) e exames médicos (4ª).

A lista final dos candidatos selecionados será amplamente divulgada no dia 4 de setembro, inclusive no próprio site da MVV.

 

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.

Aprendiz Operacional: MVV divulga lista de candidatos habilitados e locais de prova

  • Assessoria
  • 07/08/2020 23:01
  • Agreste

Mais de 700 pessoas de Arapiraca e Craíbas realizaram as inscrições gratuitas para o Programa Aprendiz Operacional, que está sendo ofertado pela Mineração Vale Verde (MVV).

“Isso nos enche de felicidade por percebermos que tanta gente está interessada em se capacitar e ser um operador da planta de beneficiamento do Projeto Serrote. Das 50 vagas abertas, posteriormente, 41 delas terão contrato efetivo na empresa. Boa sorte a todos e todas! Em breve, estaremos juntos ajudando a desenvolver ainda mais o Agreste Alagoano”, diz o gerente geral de Operação da MVV, Tony Lima, ressaltando ainda os mais de 1,5 mil empregos diretos já gerados na região.

Neste sábado (8), haverá a primeira etapa do Programa. Realizadas por meio da Consultoria Análise Gestão Empresarial em parceria com o Instituto Edna Tizeu, as provas objetivas ocorrerão nas duas cidades e a lista dos candidatos habilitados, juntamente com seus respectivos turnos, já está disponível no www.vale-verde.com.

Os locais de prova são o Complexo Integrado Sesi/Senai, na Rua Engenheiro Camilo Collier, no bairro Primavera, em Arapiraca, e a Escola de Ensino Fundamental Tenente Coronel José Barros Paes, na Rua Francisco Gama da Silva, bairro do Centro, em Craíbas.

Na lista divulgada, em Arapiraca, os candidatos em destaque vermelho farão a prova das 8h às 12h e os em azul, das 14h às 18h. Já em Craíbas, os candidatos em destaque amarelo farão a prova das 8h às 12h e os em azul, das 14h às 18h.

A orientação do regulamento, que também pode ser conferido no site oficial da MVV, é de que eles deverão comparecer ao local da seleção no mínimo 1 (uma) hora antes do horário de início, munidos de caneta esferográfica azul ou preta; original e cópia de documento de identidade oficial, com foto; cópia do Cadastro de Pessoa Física (CPF); original e cópia do certificado de escolaridade (diploma ou histórico escolar); comprovante de residência dos últimos 3 meses, em nome do candidato ou parente próximo; e currículo.

É obrigatório também o uso de máscaras durante o processo seletivo e que sejam devidamente respeitadas as recomendações de distanciamento social.

ETAPAS

Além desta, a seleção dos interessados no Programa Aprendiz Operacional acontecerá em outras três etapas: avaliação psicológica; dinâmica de grupo e seleção do gestor; e exames médicos. Os 100 primeiros candidatos — que atingirem as melhores notas nessa prova objetiva — serão classificados para fazer os testes psicológicos (atenção concentrada, atenção difusa, raciocínio lógico e palográfico).

As avaliações psicológicas serão realizadas simultaneamente nos dias 14, 15 e 17 deste mês nas cidades de Arapiraca e Craíbas, nos endereços que constam no regulamento. Depois desta etapa, haverá mais duas.

A lista final dos candidatos selecionados será amplamente divulgada no dia 4 de setembro, inclusive no próprio site da MVV.

OPERADOR DE PLANTA

A duração do treinamento é de seis meses. O valor mensal da bolsa-auxílio é de R$ 600. O intuito é capacitar tecnicamente essas pessoas, uma vez que na região não existem, até o momento, escolas ou cursos profissionalizantes que ofereçam esse currículo.

A referida capacitação será na área de operação da planta de beneficiamento do Projeto. Esse é o local responsável por reduzir o tamanho da rocha (pedra) que chegará da mina. Além disso, o processo inclui a flotação, que vai separar o cobre do rejeito.

A operação de beneficiamento do minério de cobre no Projeto Serrote, localizado no Agreste Alagoano, tem seu início planejado para meados de 2021.

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.

MVV e Polícia Militar assinam Protocolo de Intenções para parcerias futuras

  • Assessoria
  • 24/07/2020 17:53
  • Agreste

Nesta quinta-feira (23), a Mineração Vale Verde (MVV) e a Polícia Militar do Estado de Alagoas (PM/AL) formalizaram por meio de um termo documental a abertura para parcerias futuras entre as instituições.

A assinatura do Protocolo de Intenções ocorreu na sede do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Arapiraca, com a presença do gerente geral de Operação da MVV, Tony Lima; do líder de Assuntos Corporativos e Regulatórios da MVV, Marcus Vinícius Peixoto; e do comandante geral do 3º BPM, tenente-coronel Mário Palmeira.

Em suma, esse é um acordo de mútua cooperação para implantar e desenvolver atividades de interesse entre as duas partes.

"Agradecemos imensamente a confiança da Polícia Militar de Alagoas, depositada na MVV, principalmente, por meio das nossas ações sociais. Esperamos, muito em breve, fazer as obras das salas do Pelotão Mirim, a fim de impulsionar esse bonito projeto que já existe há mais de 10 anos, sempre capacitando as novas gerações. O zelo que o 3º BPM tem com todas as suas ações e instalações é louvável — a cavalaria, as salas de música, o canil. A corporação está realmente de parabéns! Queremos honrar essa parceria e que muitos frutos venham dela", pontua o gerente geral Tony Lima.

Para o comandante do Batalhão, a parceria será fundamental para consolidar ainda mais o Pelotão Mirim, dando novo vigor ao projeto.

"É um dia de muito orgulho para nós! Após vários diálogos com a MVV, finalmente assinamos esse Protocolo de Intenções. Nele, está a construção dessa estrutura para as crianças do nosso projeto Pelotão Mirim. Será um divisor de águas para nós! Essa obra vai trazer para as nossas crianças um maior conforto e comodidade, um ambiente mais saudável para o aprendizado e para que possamos transformar o futuro delas", diz o tenente-coronel Palmeira.

Do lado da MVV, espera-se contar e envolver a PM/AL em diversas atividades, desde palestras a empregados da empresa e moradores das 14 comunidades vizinhas ao Projeto Serrote até a avaliação de procedimentos de gerenciamento de crises e emergências na mineradora.

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.

Parceria entre prefeituras e MVV fomenta melhoria na coleta seletiva no Agreste

  • Assessoria
  • 23/07/2020 21:11
  • Agreste

O aspecto sustentável é uma das marcas da Mineração Vale Verde (MVV). Por isso, a companhia está com mais uma parceria com as prefeituras de Arapiraca e Craíbas. Desta vez, o objetivo é garantir uma melhor coleta seletiva nos municípios no qual o Projeto Serrote está inserido.

No dia 2 deste mês de julho, no Centro Administrativo Antônio Rocha, em Arapiraca, foram entregues pela MVV oito Pontos de Entrega Voluntária (PEV) à Administração Pública Municipal. E nesta última quinta-feira (16), mais seis PEVs chegaram até a sede da Secretaria de Obras de Craíbas.

ARAPIRACA

Estiveram presentes no evento de entrega em Arapiraca o coordenador de Meio Ambiente da MVV, André Maia; o analista de Comunicação e Sustentabilidade da MVV, Danielson Cândido; o secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Seduma), Várany Kelthony; a diretora de Educação Ambiental da Seduma, Rayne Fernandes; o presidente da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Mangabeiras (Ascaman), Sebastião Alencar; e a presidente da Associação dos Catadores de Arapiraca (Ascara), Maria do Socorro da Silva.

Para o secretário da Seduma, esse vínculo é muito importante. “Sobretudo agora, na pandemia, parcerias público-privadas como essas são de grande valia. Este, por exemplo, é um projeto maior, onde participam também a Unimed e o Governo do Estado, com a cessão de outros PEVs. Eles serão distribuídos pelos bairros que já fazem parte do nosso roteiro de coleta seletiva. Tenho certeza que os PEVs vão ajudar os catadores no circuito de limpeza, gerando, inclusive, renda para eles. Essa parceria com a MVV ajudará no desenvolvimento sustentável da nossa cidade, afinal, incentiva igualmente essa prática seletiva nas residências dos moradores e nas empresas da terra", pontua Várany Kelthony.

CRAÍBAS

De acordo com o prefeito Ediel Leite, dois dos seis PEVs cedidos para Craíbas irão diretamente para a comunidade rural Folha Miúda e os outros quatro para os bairros da cidade, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

O enfoque da ação sustentável é fomentar ainda mais essa cultura de logística e separação de resíduos sólidos – papel, vidro, metal e plástico. Nos PEVs, é expressamente proibido o descarte de produtos orgânicos, o que facilita o trabalho de todos.

Segundo André Maia, a empresa doou ao todo os 14 PEVs, visando melhorar a coleta seletiva e a limpeza nos pontos de maior circulação de ambas as cidades. “A ideia foi ceder às associações de catadores de cada município a responsabilidade por recolher os resíduos gerados e, com isso, aumentar a renda dos catadores por meio da coleta em locais limpos, seguros e que propiciam uma maior quantidade de resíduos em um local específico. Essa será uma das diversas parcerias da MVV com as duas prefeituras, aspirando a melhoria socioambiental de Arapiraca e Craíbas", diz o coordenador de Meio Ambiente do MVV.

Seguindo essa mesma pauta sustentável, nesse último mês de junho, a MVV ganhou o Prêmio de Excelência da Indústria Minero Metalúrgica Brasileira 2020, concedido pela Revista Minérios & Minerales na categoria “Meio Ambiente e Comunicação”, com a substituição de sacolas plásticas por tubetes para a produção de mudas, causando menor impacto ambiental.

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.

TJ decide sobre denúncia contra prefeito de Campo Grande

  • Blog do Roberto Gonçalves
  • 21/07/2020 14:19
  • Agreste

O pleno do Tribunal de Justiça decide, nesta terça-feira (21), se aceita a denúncia do Ministério Público Estadual contra o prefeito de Campo Grande, Arnaldo Higino, acusado de utilizar em benefício próprio bens e serviços públicos municipais. Caso a maioria dos desembargadores aceite a denúncia, Higino se torna oficialmente réu na ação penal e irá responder pelo crime de peculato.

Como prefeito, Arnaldo Higino tem direito à foro privilegiado. Por conta disso, as investigações feitas pelo Ministério Público foram conduzidas pelo procurador-geral de Justiça e cabe ao pleno decidir se ele será processado ou não. Caso ocorra empate na votação, fica decidido a favor do réu.

O início de tudo foi a denúncia apresentada pelo vereador Anderson Ferreira de Vera Cruz ao Ministério Público Estadual, dando conta que Arnaldo Higino teria utilizado máquina de terraplanagem da prefeitura de Campo Grande para fazer reparos em uma estrada particular que dá acesso a Fazenda Paraná, de propriedade da família dele, em janeiro do ano passado. Junto com a denúncia foram anexados fotos e vídeo mostrando a máquina efetuando o serviço e o motorista confirmando que estava fazendo um serviço para o prefeito.

O então procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar, convidou Arnaldo Higino para prestar esclarecimentos e o prefeito confirmou que a máquina realmente prestou o serviço, mas alegou que teria sido feito por meio de um suposto empréstimo informal. “Em verdade, o denunciado ordenou - em absoluto desrespeito à coisa pública - o uso de bem público em proveito próprio, incorrendo assim no tipo penal previsto no art.1, inciso II, do Decreto-lei 201/1967: utilizar-se, indevidamente, em proveito próprio ou alheio, de bens, rendas ou serviços públicos”, afirmou Gaspar, à época das investigações do MPE.

O então procurador-geral de Justiça encaminhou ao TJ denúncia contra Arnaldo Higino e pediu, de forma liminar, a prisão preventiva e o afastamento do cargo de prefeito, e como pena, a perda do mandato. Na época do pedido de liminar, Higino chegou a ser afastado do cargo público, mas depois retomou mandato por decisão da presidência do Tribunal de Justiça. Na época, Alfredo Gaspar havia movido outras ações contra o prefeito, relacionadas a emissão de notas fiscais fraudulentas e a prisão em flagrante por recebimento de propina. Apesar dessas ações, Higino está em liberdade e segue na gestão de Campo Grande.

Segundo informações, caso a maioria dos desembargadores decida pela denúncia contra o prefeito, poderá analisar novamente os pedidos de prisão preventiva e afastamento do cargo.

Motociclista morre ao colidir com traseira de veículo parado, sem sinalização, na AL 110

  • Redação
  • 19/07/2020 10:30
  • Agreste

Um homem morreu em uma colisão entre uma moto e um carro, na noite desta sexta-feira (17), em um trecho da rodovia AL-110, no Povoado Brejo, em Coité no Nóia, município do Agreste alagoano.

De acordo com informações do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), a vítima, identificada como Isaac Nunes de Braga, seguia pela rodovia em uma Honda Biz 125, placa OHD-3834 AL, quando se deparou com um carro, modelo D20- Chevrolet, placa HZE 1374, parado na via de rolamento.

O condutor da motocicleta não conseguiu reduzir a velocidade e colidiu na traseira do carro. Com o impacto, Isaac Braga não resistiu e faleceu no local.

Ainda segundo o BPRv, o motorista do carro fugiu após o acidente. O veículo foi encontrado parado e sem nenhuma sinalização que indicasse o que teria acontecido com o mesmo.

A Polícia isolou a área. O Istituto de Criminalística (IC) e do Instituto Médico Legal (IML), foram acionados para realizar os procedimentos periciais e recolher o corpo para autópsia.

Colisão entre veículos deixa dois mortos e um ferido na BR 316 em Maribondo

  • Redação
  • 19/07/2020 10:15
  • Agreste

Duas pessoas morreram em uma colisão que envolveu dois veículos, na madrugada deste sábado (18), em um trecho da BR-316, no município de Maribondo, a 73km de Maceió.

Os veículos, um Fiat Uno, com placa NMD8903, e caminhonete Hilux, placa OYV-4446, trafegavam em sentidos oposto pela via, quando colidiram frontalmente. Ainda não há informações detalhadas sobre as circunstâncias em que o acidente aconteceu.

As duas pessoas que morreram na colisão estavam no Fiat Uno, que levava três pessoas. O passageiro ficou ferido.

Outras seis pessoas estavam na caminhonete, mas não há informações sobre o estado de saúde das mesmas.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), do Instituto Médico Legal (IML) e do Instituto de Criminalística (IC) estiveram no local.

O Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBM/AL) também enviou equipe - com seis militares- para a ocorrência. Eles realizaram a retirada das vítimas que estavam presas às ferragens. 

Cobras invadem loteamento e levam pânico aos moradores do Distrito Pé Leve

  • Redação
  • 16/07/2020 08:46
  • Agreste

Moradores do Loteamento do Nô, localizado no Distrito Pé Leve, em Limoeiro de Anadia, estão amedrontados com a quantidade de cobras encontradas diariamente naquela localidade.

O matagal que toma conta dos terrenos privados do loteamento pode ser o motivo do aparecimento desses animais peçonhentos, que têm tirado o sono e a tranquilidade das famílias que lá residem. 

Segundo informações, as cobras são capturadas e mortas pelos moradores. Algumas delas chegam a ter dois metros de comprimento. Por falta de conhecimento técnico, não há informações sobre os tipos e espécies de cobras que circulam pelo loteamento.

Em contato com a redação do Minuto Arapiraca, o morador Silvano Morais relatou que em apenas 48 horas, quatro cobras foram capturadas dentro de sua residência, levando pânico à família. Ele pede para que órgãos ambientais a exemplo do IBAMA façam uma visita ao local para averiguar e capturar os animais. 

"Para uma pessoa comum é muito difícil ver uma cobra dentro de casa e não matá-la. É um ato de defesa e proteção da família. O ideal é que o IBAMA venha até aqui, converse com os moradores e, se possível, capture esses animais e leve-os para seu habitat natural", frisou o morador.

Ex-vereador por Lagoa da Canoa, José Joaquim morre vítima do Covid-19

  • Redação
  • 15/07/2020 08:21
  • Agreste

Morreu nesta terça-feira (14) o ex-vereador por Arapiraca e Lagoa da Canoa, José Joaquim da Silva, vítima da Covidi-19. Seu filho, o advogado e ex-jogador do ASA, Gino Albuquerque, prestou uma homenagem ao pai, que tinha 80 anos.

“Hoje partiu o cara que sempre me orgulho de ser seu filho! Sabia que este dia iria chegar, mas ninguém está preparado para este momento. Só sei que sou super feliz de ser seu filho, te amo papai incondicionalmente. Saudades”, disse Gino em sua rede social.

José Joaquim Silva era natural de Lagoa da Canoa e foi eleito vereador por três mandatos, um em Arapiraca e os outros dois em sua cidade natal, sendo, inclusive, presidente da Câmara Municipal.

O ex-vereador também foi membro do Conselho Fiscal, Segundo Secretário e Segundo Tesoureiro da UVEAL (União dos Vereadores de Alagoas); Assessor Técnico Parlamentar; Conselheiro da FIDAN; Chefe de Gabinete e Relações Públicas da Prefeitura Municipal de Teotônio Vilela e Secretário de Viação e Obras e Urbanismo na Cidade de Lagoa da Canoa, Al.

Projeto Serrote concentra atividades de desmonte nas sextas-feiras

  • Assessoria
  • 10/07/2020 15:32
  • Agreste

Em atenção aos que residem nas 14 comunidades localizadas em Arapiraca e Craíbas próximas ao Projeto Serrote e, para minimizar o incômodo causado pelo empreendimento, a Mineração Vale Verde (MVV) decidiu concentrar a realização dos desmontes controlados necessários à implantação do Projeto às sextas-feiras, ao meio-dia (12h), podendo haver alterações de acordo com o clima ou casos excepcionais.

Os desmontes tiveram início após a movimentação de um milhão de toneladas de material no pre-stripping – a retirada das primeiras camadas de material antes que seja feita a lavra do minério.

“Entendemos que, embora o Projeto traga benefícios como geração de empregos e renda para a região, eventuais incômodos como ruídos e vibrações irão existir e, estando dentro do limite legal, teremos que conviver com eles e nos esforçar para minimizá-los”, explica Jóter Siqueira, gerente de Mina da MVV. “Se tivermos que alterar uma data que já tenha sido agendada, vamos avisar aos moradores com carro de som”, acrescenta Jóter.

O gerente de Mina da empresa lembra que o processo segue os mais rigorosos padrões de segurança estabelecidos pela legislação brasileira e internacional.

“Além de utilizar tecnologia eletrônica e uma emulsão bombeada como agente detonante – minimizando o impacto do processo –, toda a operação é acompanhada por uma equipe multidisciplinar e monitorada por três sismógrafos, equipamentos de alta precisão que capturam e registram as menores variações de ruídos e vibrações que ocorram no ambiente antes e após o processo, que dura no máximo cinco segundos”, explica o representante da MVV.

O último desmonte controlado, realizado pela empresa Enaex Britanite no sábado (4), foi o terceiro do Projeto Serrote. Nos dois primeiros, ocorridos nos dias 20 e 26 de junho, os sismógrafos já não haviam indicado quaisquer vibrações e ruídos acima dos limites estabelecidos na legislação.

Além de todas as medidas de segurança estabelecidas – como o cerco e isolamento da área respeitando um raio mínimo de 500 metros –, no segundo desmonte (26), para dar ainda mais segurança aos moradores, a Mineração Vale Verde (MVV) enviou uma equipe à casa de uma moradora na comunidade do Pixilinga para um monitoramento no local. “Passaremos a adotar essa iniciativa daqui por diante, tamanha foi a repercussão positiva dela”, pontua Jóter.

Semanalmente, pessoas que residem nas comunidades próximas ao Projeto e representantes da MVV se reúnem para debater temas relevantes. Em fevereiro deste ano, nas rodadas do Diálogo Social, a abordagem do tema "Desmontes e vibrações: o que são e quais os impactos?" obteve 97% de aprovação pelos moradores.

Mesmo com o coronavírus (COVID-19), vídeo-chamadas têm sido realizadas para que as conversas continuem acontecendo.

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.

Mãe do prefeito de Limoeiro de Anadia morre aos 81 anos vítima da Covid

  • Redação
  • 07/07/2020 14:01
  • Agreste

Morreu na madrugada desta terça-feira (7), aos 81 anos, Dona Maria Rodrigues Barbosa, mãe do prefeito de Limoeiro de Anadia, Marcelo Rodrigues.

A idosa foi mais uma vítima da Covid-19 e estava internada desde sexta-feira (3) num hospital de Maceió, após ter o quadro agravado.

Em suas redes sociais, o prefeito Marcelo Rodrigues lamentou a perda daquela que ele chamava carinhosamente de Dona Maria Ternura.

"Dona Maria partiu para um descanso eterno, demonstrando muita bravura e vontade de viver até seus últimos momentos. Sempre foi para nós exemplo de caráter, honradez e dedicação à família. A dor e o sentimento, comum à todos que perdem uma máe, é imensurável. Muitas saudades virão, mas sempre serão boas as lembranças que carregamos dela, além da certeza de que continuará conosco em cada uma de nossas ações e de nosso afeto", frisou o prefeito.

Obedecendo aos protocolos sanitários, o sepultamento de Dona Maria deve ocorrer ainda hoje.

A Prefeitura de Limoeiro de Anadia emitiu nota lamentando o falecimento da mãe do gestor.

NOTA DE PESAR 

É com profundo pesar que a Prefeitura de Limoeiro de Anadia, em nome de seus secretários e todos os funcionários, informa sobre o falecimento da senhora Maria Rodrigues Barbosa, mãe do prefeito Marcelo Rodrigues e da secretária Municipal de Assistência Social, Ana Paula Barbosa. Dona Maria estava internada no Hospital Metropolitano, em Maceió, mas não resistiu às complicações ocasionadas pelo Coronavírus, vindo a óbito na manhã desta terça-feira, 07 de julho. 

Conforme as autoridades de saúde, o sepultamento cumpre o protocolo adotado para todas as vítimas de Covid-19, de modo que não haverá velório ou presença de familiares. 

Agricultora e dona de casa, Maria Rodrigues deixa o marido e nove filhos de treze, além de um grande legado de amor à família e à comunidade. Diante desta perda irreparável, a Prefeitura de Limoeiro estima votos de conforto e de fortalecimento ao prefeito Marcelo Rodrigues e aos demais familiares da dona Maria, para que atravessem este difícil momento de luto.

Implantação: obras seguem avançando com pre-stripping do Projeto Serrote

  • Assessoria
  • 01/07/2020 23:22
  • Agreste

Mais um importante passo está sendo dado no Projeto Serrote da Mineração Vale Verde (MVV), situado entre as cidades de Arapiraca e Craíbas, no interior agrestino de Alagoas.

Já foram movimentados mais de 1 milhão de toneladas de material no pre-stripping do Projeto.

Mas o que seria “pre-stripping”? Também conhecido tecnicamente como “decapeamento”, é a retirada das primeiras camadas (ou “capas”) de material da mina, antes que seja feita a lavra do minério. No caso da MVV, o minério de cobre.

O CEO da Appian Capital Brazil, Paulo Castellari Porchia, comemorou o feito — o grupo de investimentos Appian é o controlador da MVV no país.

“Atingimos isso de forma segura e responsável! A nossa última meta para este ano é justamente a conclusão do plano de lavra para 2020, com uma movimentação total de 4,3 milhões de toneladas até dezembro. Essa importante etapa, associada às outras metas já entregues, é mais um exemplo da disciplina e da resiliência que o nosso time vem apresentando, que, mesmo em meio a tantos desafios, tem mantido o nosso objetivo em mente”, pontua o CEO.

Vale ressaltar que a MVV já alcançou cinco dos 10 alvos que traçou para este ano com o seu programa #AtingindoMetas. Todos dentro do prazo, com engajamento de todos os empregados e excelência nas entregas e nos serviços prestados. E o mais importante: zero acidentes.

DESMONTE

E diante do pre-stripping acontecendo, já é possível iniciar o desmonte controlado. Com as detonações feitas para a fragmentação das rochas, o Projeto inaugura assim um novo ciclo em sua implantação.

Josenildo dos Santos, técnico de Mineração da MVV, foi quem teve a honra de acionar o botão do primeiro desmonte – sob orientação dos especialistas.

Natural de Craíbas, ele está na MVV desde 2008 e se soma a centenas de outros alagoanos que estão trabalhando diretamente na implantação do Projeto.

Sobre os desmontes, as comunidades vizinhas ao empreendimento estão sendo avisadas com antecedência pelas vias de comunicação disponíveis da MVV. No local das atividades, foram também colocados sismógrafos, a fim de registrar eventuais vibrações na região. Acessórios de alta tecnologia permitem essa execução com total segurança e controle.

Em 2019, por meio do Diálogo Social — projeto da MVV que envolve as 14 comunidades próximas ao Projeto —, aconteceram palestras e esclarecimentos justamente sobre o tema “Controle de Ruídos e Vibrações”.

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.

Girau do Ponciano foi o primeiro município brasileiro no tratamento precoce para vencer a Covid-19

  • Assessoria
  • 25/06/2020 09:58
  • Agreste

O Tratamento Precoce é o remédio de Girau para vencer a covid-19. Girau do Ponciano, município do Agreste alagoano, com pouco mais de quarenta mil habitantes, é o primeiro município brasileiro no tratamento precoce da covid-19, implantado pela Instrução Normativa Municipal - 03, de 25 de maio de 2020.

Barreiras sanitárias, testes rápidos, unidades de saúdes abertas, agentes de saúde e da vigilância sanitária são acionados para detecção de pessoas com o menor sintoma de gripe, ou síndrome respiratória característica da covid-19. Esse tratamento precoce segue um protocolo de ações inéditas, que permite o teste e acompanhamento pelas equipes de saúde do município, com médicos que prescrevem, se necessário, um conjunto de medicamento, elaborado pelo Grupo Técnico do Plano Municipal de Contingência do Novo Coronavírus (COVID-19). O resultado aparece quando pacientes submetidos a esse tratamento precoce se recuperam entre quatro a sete dias, com o acompanhamento médico e das equipes de saúde. Essas ações começaram a ser planejadas e executadas já há três meses.

Foi em 16 de março de 2020, em uma reunião convocada pelo executivo municipal, que a luta contra o coronavírus deu início a todo o processo de enfrentamento à covid-19.

Com o Decreto Municipal 09/2020, de 17 de março, foi criado o Grupo Técnico do Plano Municipal de Contingência do Novo Coronavírus (COVID-19). Iniciam-se nesse momento, as ações preventivas e de enfrentamento, como as primeiras medidas contra o coronavírus.

 Convidado pelo prefeito do município, David Barros, para fazer parte da equipe, o ex-secretário do Estado de Alagoas, o médico André Valente integra o Grupo Técnico do Plano Municipal de Contingência do Novo Coronavírus (COVID-19).

Após avaliação do sistema de saúde de Girau, André Valente se mostrou surpreso com a eficiência das equipes de saúde, e a extensão do PSF, com 13 Unidades Básicas espalhadas por todo o município, composta por equipes completas de saúde.

 “Não foi simplesmente uma decisão técnica, o Tratamento Precoce, porém, foi a estrutura de um sistema de saúde que a atual gestão adotou, desde o seu início, que possibilitou a implantação deste programa inovador do tratamento precoce, no Brasil, destacou André Valente.

A equipe do grupo técnico formulou e iniciou o processo de treinamento das equipes de saúde, o programa de sanitização da cidade, distribuição de máscaras e cestas nutricionais, barreiras sanitárias e testes rápidos na população.

Com a preocupação de não superlotar o hospital de campanha do município, e de não conseguir vagas nos hospitais do Sistema Único de Saúde(SUS), iniciou-se a busca de pessoas sintomáticas da covid-19. Mesmo ao sentir o menor sinal da doença, a população foi incentivada a procurar o posto de saúde mais próximo.

O município implantou, também, uma comunicação institucional e educativa no sentido de informar à população para procurar o atendimento precoce com acompanhamento médico nas unidades de saúde(UBSs). O uso de carros de som, rádios, redes sociais com postagens de mensagens e lives (transmissão ao vivo), são amplamente usados nesse processo de conscientização.

Para o prefeito David Barros, o tratamento precoce é o melhor instrumento de prevenção no enfrentamento da covid-19. O hospital de campanha é necessário, como constatam as internações de casos graves, porém, graças ao empenho do Grupo Técnico de Combate à covid-19,  e preparo das equipes de saúde, a doença não atinge o seu estágio avançado, justamente onde a mortalidade atinge o seu ápice.

O município sai na frente com esse tratamento precoce, e hoje, serve como referência, tanto para o estado de Alagoas como para o governo federal.

Pré-candidato participa de festa enquanto números da Covid crescem em São Brás

  • Coluna Labafero
  • 18/06/2020 13:58
  • Agreste

No mesmo dia em que a doença chegou a mais de 22 mil infectados em Alagoas, no último domingo, 14, no município de São Brás, povoado de Lagoas Cumprida, uma festa de aniversário aglomerou diversas pessoas. A festa ocorreu em comemoração ao aniversário de uma moradora da cidade e contou com a presença de vários convidados, dentre eles o ex-prefeito e pré-candidato a prefeitura da cidade, Antônio Costa Borges Neto (PSC).

Aglomeração, ninguém fazendo uso de máscaras, falta de higienização, sem distanciamento social. Ações não recomendadas por órgãos de saúde e ambiente propício para proliferação da COVID-19. Mesmo com todas as recomendações, algumas pessoas ainda continuam a praticar, de forma irresponsável, atitudes que atentam contra a saúde pública. Fotos e vídeos da festividade circularam pelas redes sociais. Em um dos vídeos, o pré-candidato aparece dançando com uma mulher, ambos sem máscaras.

Nesta quarta-feira, 17, a Prefeitura Municipal, através do seu procurador geral, registrou um Boletim de Ocorrência contra Antônio Costa e os demais participantes identificados na ocasião. A festa configura total desrespeito às recomendações de isolamento social das autoridades sanitárias, estabelecidas pelo Decreto Municipal 08/2020, como também o Decreto Estadual. Além de ser uma infração de medida sanitária preventiva, crime previsto no Art. 268 caput  do Código Penal Brasileiro.

O grupo de aproximadamente 30 pessoas, contou também com a presença dos dois filhos do ex-prefeito, João Bezerra Borges e Pedro Arthur Bezerra Borges, como também o pré-candidato a vereador, conhecido por Neguinho.

O Município de São Brás, segundo o último boletim, segue com 42 casos confirmados e 01 óbito por COVID-19 em uma escala crescente da pandemia.

O Poder Público Municipal informou que irá adotar medidas administrativas e jurídicas, com objetivo de punir os responsáveis pelo descumprimento da ordem e saúde pública.

Caixas de ivermectina são encontradas no lixo do Presídio do Agreste

  • Redação
  • 18/06/2020 09:19
  • Agreste

Imagens obtidas pelo Cada Minuto mostram que diversas caixas de Ivermectina, medicamento usado no tratamento para complicações causadas pela Covid-19, foram encontrados no lixo do presidio de segurança máxima, localizado na cidade de Girau do Pociano, no agreste de Alagoas. 

De acordo com funcionários da empresa que administra a unidade prisional e que preferiram, não se identificar, ninguém sabe o que foi feito com a medicação que tem faltado nas prateleiras de farmácias e drogarias espalhados por todo o país. 

“Apesar de termos funcionários dentro da unidade que tiveram sintomas da Covid, nenhum destes medicamentos foi distribuído entre os servidores e também não há registro de reeducandos que testaram positivo”, disse.

Os funcionários acreditam que ou ocorreu desvio de medicação, ou a medicação esteja sendo ministrada dentro da unidade como profilaxia, que é quando se estabelece medidas preventivas para a preservação da saúde. 

Apesar da medicação está sendo utilizada em pacientes graves e em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), médicos especialistas e a Organização Mundial de Saúde (OMS), alertam que não há comprovação cientifica de que o medicamento ivermectina, venha fazer efeito preventivo ou que possa combater as consequências causadas pelo Covid-19. 

Pesquisas envolvendo essas e outras drogas sequem em andamento. Porém ainda não há resultados conclusivos, o que descarta a possibilidade de uso na prevenção ou no tratamento. 

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (SERIS), para que pudesse explicar o fato e aguarda um posicionamento.

TCE/AL encontra irregularidades em contrato firmado pela prefeitura de Girau do Ponciano

  • Ascom TCE/AL
  • 10/06/2020 08:21
  • Agreste

O Conselheiro Substituto do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas, Alberto Pires Alves de Abreu, analisou, a pedido do Ministério Público de Contas, o contrato firmado entre a Prefeitura de Girau do Ponciano e a empresa ALAFIA Empreendimentos EIRELI-ME, contratada de forma direita com dispensa de licitação, no dia 08 de Maio de 2020. O objeto seria a aquisição de uma central de gases medicinais no valor de R$ 332.510,00 (trezentos e trinta e dois mil e quinhentos e dez reais) a ser destinada ao Hospital de Campanha do município. O relatório da análise do contrato e, consequentemente, a decisão monocrática do Conselheiro foram publicados no Diário Oficial do TCEAL desta segunda-feira, 08.

Na análise, o Conselheiro da Corte de Contas observou diversas fraudes e irregularidades como, por exemplo, que a atividade econômica da empresa contratada é incompatível com o objeto do contrato. A ALAFAIA Empreendimentos EIRELI-ME atua no ramo de incorporação de empreendimentos imobiliários, e tem como atividade secundária a construção civil e o comercia varejista de materiais de construção. O Conselheiro Alberto aponta ainda o possível superfaturamento do contrato, já que os indícios de ausência de capacidade técnica sugerem que a contratada possa estar agindo como mera intermediária na revenda do produto adquirido de um fornecedor especializado.

Em decisão cautelar, o TCEAL determina que o prefeito de Girau do Ponciano, David Ramos de Barros, e a secretária municipal de saúde e gestora do Fundo Municipal de Saúde de Girau do Ponciano, Maria Gorete Santos Santana, se abstenham de realizar o pagamento de qualquer quantia à empresa ALAFIA Empreendimentos EIRELI-ME, relativa ao Contrato Nº 015/2020, sob pena de multa pessoal e solidária no valor do contrato, e determina ainda que os gestores supracitados encaminhem cópia integral do processo administrativo que deu origem ao contrato em um prazo de 48 horas contado do recebimento da notificação. A Prefeitura do município tem um prazo de 15 dias para apresentar a defesa.

A decisão completa você confere no Diário Oficial do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas.

COVID-19: MVV entrega testes rápidos à população de Craíbas

  • Assessoria
  • 05/06/2020 09:12
  • Agreste

Dando sequência ao apoio que vem fornecendo às populações dos municípios que abrigam o Projeto Serrote no combate ao coronavírus (COVID-19), a Mineração Vale Verde (MVV) doou 140 testes rápidos para a Secretaria Municipal de Saúde de Craíbas na última sexta-feira (29). A entrega do material foi realizada pelo analista de Comunicação e Sustentabilidade do Projeto Serrote, Danielson Cândido, à secretária de Saúde do município, Tathiane Queiroz.

Até o fim de maio, 2.500 kits com produtos de higiene e limpeza já haviam sido fornecidos pela empresa a famílias craibenses por meio do poder público. No total, como parte da Política de Doações e Patrocínios da MVV, mais de 40 toneladas de produtos de limpeza e saúde foram repassadas à população de Arapiraca e Craíbas através de suas prefeituras, do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Alagoas e da Fundação Antônio Jorge da Silva.

Recentemente, a Sociedade de Assistência São Vicente de Paula – conhecida como Casa dos Velhinhos – também foi beneficiada pelas ações da empresa, recebendo 25 litros de álcool gel 70%, um dos itens dos mais importantes no combate à pandemia. Em 2019, a instituição foi reconhecida por seu trabalho com pessoas idosas na Câmara dos Deputados com o Prêmio Zilda Arns. Ao todo, mais de 22 mil pessoas já foram beneficiadas.

MAIS ATENÇÃO COM FOCO NA PREVENÇÃO

A MVV segue priorizando a saúde e a segurança das pessoas como seus principais valores. Além das várias medidas de prevenção que já vinham sendo adotadas, tais como os reforços na higienização de todas as instalações e os veículos a serviço da empresa, passando pela liberação de mais de 90% dos empregados da área administrativa para o trabalho em casa (home office), à disponibilização do EuSaúde – um canal direto 24 horas (WhatsApp) com profissionais da área de saúde para que qualquer alagoano, de forma gratuita, possa receber orientações sobre sintomas, testes etc. – a decisão foi ampliar os esforços para que toda a atenção possível seja dada aos trabalhadores, suas famílias e moradores das comunidades vizinhas ao empreendimento.

Por isso, começa a valer nesta quinta-feira (4) a parceria da MVV com a ISAC, que estará a serviço da empresa para prestar assistência aos trabalhadores do Projeto Serrote que estiverem em casa em observação (home care). Sobre a plataforma EuSaúde, que foi mencionada, ela pode ser acessada enviando uma mensagem de WhatsApp para (31) 9.9674-7263 ou apontando o celular para este QR Code. Lembrando: o serviço não tem custo.

SOBRE A APPIAN

Desde 2018, 100% do capital da MVV pertence a um fundo de investimentos administrado pela Appian Capital Advisory LLP focado em mineração. O fundo também possui um ativo no Brasil no município de Itagibá (BA), denominado Atlantic Nickel, com foco na produção de concentrado de níquel sulfetado e capacidade nominal de 120 mil toneladas/ano, que voltou a operar em janeiro de 2020. Sediada em Londres, a Appian possui ainda escritórios em países como África do Sul e Canadá.

São Sebastião comemora 60 anos de Emancipação Política

  • Assessoria
  • 31/05/2020 19:48
  • Agreste

Neste domingo, dia 31 de maio, o município agrestino de São Sebastião celebra 60 anos de sua emancipação política. Devido a pandemia do novo coronavírus (covid-19) não será realizada a tradicional programação de shows e eventos de comemoração a data.

“Hoje é um dia de comemorar os 60 anos de São Sebastião. É uma data que comemorávamos com muita festa, mas diante do momento se torna impossível fazer aquilo que vocês merecem, com o lado do lazer”, disse o prefeito José Pacheco Filho.

O gestor destaca algumas ações realizadas pelo município. “Em pesquisa feita, somos uma das 30 melhores educação do país, na agricultura estamos entre os três maiores produtores de mandioca do estado e sem falar das diversas obras que estão sendo feitas no município, além das demais secretarias”, contou.

“A nossa saúde que trabalha principalmente nesse momento, com 26 UBS, 13 ambulâncias e outros 12carros voltados para o bem estar do povo de São Sebastião. Estamos fazendo a nossa parte, mas nos precisamos que você também faça sua parte. O que a OMS está pedindo é: fique em casa e só saia se houver necessidade de sair”, finalizou.