Operação da PC, PM e FN realiza sete prisões em Arapiraca

Em tiroteio, dois policiais ficaram feridos



Por Redação
(Igor Castro / Minuto Arapiraca)

Atualizada às 10h17

Uma operação envolvendo centenas de integrantes da Policia Militar, Bope, Instituto de Criminalística e Força Nacional cumpriram vários mandados de prisão e apreensão, determinados pela 17ª Vara Criminal, de combate ao Crime Organizado, e do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público Estadual (Gecoc/MPE) no bairro de Manoel Teles em Arapiraca.

Em uma das abordagens, houve troca de tiros entre um dos traficantes e a polícia e dois policiais ficaram feridos com tiros de raspão. Um capitão do Bope conhecido como Gondim e uma policial da Força Nacional foram atendidos e liberados.

Segundo informações, sete pessoas foram presas, sendo cinco cumprindo mandados e duas em flagrante. Eles são acusados de formação de quadrilha, tráfico de drogas e grupo de extermínio.

Foram Presos: Gilberto da Silva, de 32 anos, André Casemiro de Melo, 20 anos, A.C.M.S, de 16 anos, José Carlos da Silva, de 28 anos, e um homem conhecido por Erisvaldo. Também de acordo com policiais, foram apreendidas uma grande quantidade de drogas e armas, endo alguns delas de uso restrito da polícia.

Os presos através de mandados já foram ouvidos no Ministério Público pelo advogado Carlos Alberto Reis e pelo promotor Luiz Vasconcelos. Os detidos em flagrante foram levados para Central de Polícia onde serão ouvidos, já os demais serão levados para Maceió. Três delegados participaram da operação – Valdecks Pereira, Carlos Alberto Reis e Kelman Vieira.

A polícia apreendeu uma balança de precisão, dois quilos de maconha e um quilo de crack. Já de posse dos acusados estavam diversos materiais de uso da polícia, como: duas balas clavas, oito armas, sendo quatro pistolas e quatro revolveres; e munições de calibre 38, 360 e 9mm; e aparelhos celulares e dez pacotes de cigarro.

Dos 19 mandados de prisão e apreensão, apenas um não foi cumprido. Um dos acusados conseguiu fugir por um matagal no momento em que a polícia invadia o Manoel Teles. Diligencias estão sendo feitas para encontrar o acusado.

Durante as primeiras horas da manhã, os policiais interditaram o Manoel Teles. Por medida de segurança, moradores tiveram o acesso e a saída bloqueadas nas imediações da quadra esportiva. A operação foi desencadeada após desbaratamento de uma quadrilha.

O bairro de Manoel Teles é reconhecido por todas as autoridades de segurança pública como o mais violento


Mais Imagens



Veja Mais


Comentários

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.


  • Avatar

    {{ comment.nome }}

    {{ comment.created_at | date : 'dd/MM/yy HH:mm' }}

    {{ comment.comentario }}