61bf924c 981d 4d59 b3cd 89f7cb188162

A servidora do judiciário, suspeita de vazar informações sobre uma operação em Arapiraca, foi presa durante ação da Polícia Civil nesta segunda-feira (06). Além da prisão, a Justiça ainda determinou o afastamento de Rita de Cássia da Silva, 42 anos.

O mandado de prisão foi expedido pela 17ª Vara Criminal e segundo a Polícia Civil, além de Rita também foi um dos acusados que acabou sendo beneficiado com as informações dadas por ela. A prisão foi efetuada pelo delegado Thiago Prado, membro da comissão de investigação. 

Em um áudio enviado pelo Whatsapp, Rita dava detalhes de uma operação da Força Tarefa há duas semanas na região agreste. Com essas informações, Rafael Rodrigo Gomes Silva conseguiu fugir da prisão.  

Por determinação da 17ª Vara, Rita de Cássia ficará afastada de suas funções até o final das investigações.