Valdir Rocha 1420204526565 Luciano Barbosa

A falta de habilidade política do vice-governador Luciano Barbosa (MDB) na região Agreste poderá custar caro para a reeleição do seu fiel escudeiro, o senador Renan Calheiros (MDB), que vem perdendo espaço para Benedito de Lira e Rodrigo Cunha. Os três certamente serão os principais protagonistas na disputa por duas vagas de Alagoas no Senado Federal.

Nos bastidores a informação é que as lideranças políticas do grupo governista na região estão insatisfeitas com a postura de Barbosa, que não vem abrindo espaços políticos dentro da estrutura do governo estadual, focando apenas a campanha para a reeleição de Ricardo Nezinho à Casa de Tavares Bastos.

Na última sexta-feira (21) Nezinho lançou sua pré-candidatura em Arapiraca anunciando apoio à Sérgio Toledo à Câmara Federal. Toledo, pra quem não sabe, tem suas bases eleitorais bem longe de Arapiraca e a pergunta que fica no ar é a seguinte: Será mais um forasteiro a pedir votos no Agreste e depois desaparecer.

Nas redes sociais circula um vídeo onde o próprio Barbosa afirma que Toledo será o candidato a federal de Arapiraca.

Entre os mais desprestigiados com a inabilidade política de Barbosa estão os deputados estaduais Jairzinho Lira, Severino Pessoa, Tarcizo Freire e até mesmo a ex-prefeita Célia Rocha, que sempre abriu espaço para Luciano Barbosa em Arapiraca.

Enquanto o vice-governador fecha as portas para o seu grupo na região Agreste, as candidaturas de Benedito de Lira e Rodrigo Cunha começam a se fortalecer dentro do segundo maior colégio eleitoral de Alagoas, assim como nas cidades circunvizinhas.

Sem espaço no grupo governista, Severino Pessoa deverá compor sua candidatura a federal com o bloco formado por PSDB, DEM, PP e PROS. Artur Lira e Pessoa poderão ser os candidatos mais votados da coligação.