Cd337f07 3528 4954 a7db 8ddcc6ab9f45

Na tarde desta quinta-feira (28), a Perícia Oficial do Estado de Alagoas, por meio do laboratório de Genética Forense do Instituto de Criminalística, informou que a ossada encontrada no município de Igaci, em março desse ano, pode ser da menina Cleciane Pereira, de 10 anos, que desapareceu em junho de 2017, em Arapiraca.

Várias amostras foram retiradas da ossada para a realização do exame de DNA que deve ser concluído em vinte dias. A análise do material extraído dos restos mortais será comparado à amostras biológicas da mãe da menina.

O delegado Thiago Prado, responsável pela 4ª Delegacia Regional de Polícia (4ªDRP) de Arapiraca e que investiga o caso do sumiço de Cleciane, concedeu entrevista na manhã desta quinta-feira (28) a uma rádio local e disse que apenas uma linha de investigação foi mantida.

“Avançamos muito desde que tivemos acesso a este caso. Agora, aguardamos o resultado do exame de DNA feito nos restos mortais encontrados na Lagoa do Félix para iniciar a conclusão do inquérito”, disse.