75b0eba1 f4c4 4347 8dd7 423d19b89815

A greve nacional dos caminhoneiros começa a gerar reflexos negativos na economia arapiraquense. O Grupo Coringa, uma das maiores empresas do interior do Estado, está com a produção parada há oito dias.

Por conta disso a direção da empresa resolveu conceder férias coletivas para todos os funcionários ligados diretamente às áreas de produção e logística.

O mais preocupante é que mesmo após o fim da greve a direção da empresa afirma que a situação só será normalizada em vinte ou trinta dias depois, aumentando o prejuízo para a empresa e para o município.