D60d4fd0 576a 48b8 af1f 19be8459d79a

Ele tem apenas 12 anos de idade e o sonho de se tornar um grande jogador de futebol. Seu nome é Ytallo Lima Ferreira, um garoto simples da periferia de Arapiraca, que já foi sondado por olheiros de vários clubes brasileiros, a exemplo do Vitória/BA, Palmeiras e Corinthians.

O sonho de iniciar a carreira vestindo a camisa de um grande clube tem esbarrado na falta de condições financeiras da família. Garotos menores de 14 anos não podem ficar alojados nas dependências dos clubes. Nesses casos a família deve custear todas as despesas em hospedagens particulares, alimentação, transporte, além do acompanhamento de um responsável.

“É muito triste ver as oportunidades passando e não poder agarrá-las. Na condição de pai fico de mãos atadas, querendo ajudar meu filho a realizar seu maior sonho, mas não consigo”, disse o vigilante Aparecido Ferreira da Silva, popularmente conhecido como Cido.

Desde pequeno Ytallo acompanha o pai, que já foi presidente do Corinthians de Coité do Nóia, um time amador que, no passado, fez história nos finais de semana daquela cidade agrestina.

A marca de campeão está presente nas dezenas de medalhas guardadas no quarto de Ytalo, que já foi campeão e artilheiro de vários torneios, realizados em Alagoas e no Nordeste Brasileiro, entre eles a Copa da Juventude, um dos mais respeitados campeonatos de futebol de Arapiraca. Atualmente, Ytallo joga nas categorias de base do Vila Real, de Maceió.

Recentemente, num torneio que disputou na Bahia, jogando pelo Vila Real, o jovem arapiraquense foi sondado por representantes do Vitória/BA e do Palmeiras. No meio do ano passado o olheiro do Corinthians Paulista, Alessandro Quaresma, mostrou interesse em levar o garoto para São Paulo, mas o sonho, mais uma vez, foi esbarrado pela falta de condições financeiras da família.

“Somente com pousada eu teria que arcar em média R$ 750,00, fora alimentação e outras despesas. Eu também teria que deixar meu emprego para estar lá com ele”, lamentou o pai Cido, que já colocou a residência a venda e, se tudo der certo, mudar para São Paulo em busca da realização do sonho do filho.

Bastante emocionado, Cido faz um apelo aos empresários da terra ou alguém que possa dar uma oportunidade para Ytallo mostrar seu potencial fora do Estado e, quem sabe no futuro, orgulhar os arapiraquenses e alagoanos.

Contatos ou propostas de patrocínios podem ser feitas através do número (82) 98133-6285 – Cido.