4fab9b5a 6100 4d23 875a 744aaa6d3f5a Delegados Thiago Prado e Fábio Costa revelam detalhes da operação (Foto: Luciano Costa)

A Polícia Civil de Alagoas revelou nesta segunda-feira (30) os detalhes de uma operação deflagrada na noite de sábado (28) que desarticulou uma facção criminosa, prendeu seis pessoas envolvidas com tráfico de drogas e homicídios, no município de Arapiraca, além de apreender armas e entorpecentes.

O trabalho foi coordenado pelos delegados Fábio Costa, Thiago Prado e Everton Gonçalves, e contou com a participação de policiais civis da Gerência de Polícia Judiciária da Região 3 (GPJ3), Delegacia Regional de Arapiraca (4ª DRP) e Delegacia de Homicídios de Arapiraca (DHA).

Em entrevista, na sede da PC, no bairro de Jacarecica, os delegados Fábio Costa e Thiago Prado revelaram que o chefe do grupo, Gilberto Pedro de Farias Júnior, o “Júnior Grampão”, de 21 anos, já se encontrava detido no presídio do Agreste, de onde dava ordens para o restante da quadrilha. Por conta disso, teve um novo mandado de prisão cumprido, o que agravará a sua situação perante a Justiça.

Na operação, também foram presos: Daniel Cabral da Silva, de 21 anos; Claudiano Bernardo dos Santos, 40 anos, e Maicon Leandro de Farias Lima, 19 anos. A namorada de “Junior Grampão”, uma adolescente de 17 anos, e um cunhado, também menor de 17 anos, foram apreendidos.

Na ação houve troca de tiros e dois integrantes do grupo criminoso foram atingidos e socorridos, mas não resistiram aos ferimentos e faleceram. Um policial também foi atingido, mas está bem. Os mortos no confronto foram identificados: Matheus Pinheiros Medeiros, de 19 anos, conhecido como “Gigante”, que tinha mandado de prisão por homicídio qualificado, e Jairo Adriano da Silva, 23 anos, o “Tenebroso”, que tinha passagem pelos crimes de roubo e homicídio.

Os policiais civis conseguiram apreender dois revólveres, calibre 38, sendo um com numeração raspada, além de maconha e crack.

A operação, denominada de Adsumus (do latim significa “Aqui estamos nós”), aconteceu em conjuntos habitacionais do bairro Olho D’água dos Cazuzinhos, no município de Arapiraca, dando cumprimento a mandados de prisão e de busca e apreensão, expedidos pelas 1ª e 8ª Varas de Arapiraca.

Segundo os delegados, o grupo criminoso é responsável por pelo menos oito homicídios ocorridos nos últimos meses, em Arapiraca, e esse número pode aumentar com a investigação que vem sendo feita pela Delegacia de Homicídios da cidade.

As ordens para a execução dos assassinatos de integrantes de grupos rivais eram repassadas por “Júnior Grampão”, por meio de cartas, entregues nas visitas, à sua namorada menor de idade, e que foi apreendida na operação.