63ce2ea6 3eba 4051 b19c 3c7baef4611e

Mais uma vez o futebol alagoano é manchado pela violência. O ônibus que conduzia os jogadores do CRB foi atacado com pedras e bombas por torcedores da Mancha Negra, torcida organizada do ASA. Segundo informações repassadas pelo clube, o ataque ocorreu pouco tempo que eles conseguiram deixar o Estádio Coaracy da Mata Fonseca.

O time do galo estava na cidade de Arapiraca para mais uma disputa no campeonato alagoano e conseguiu vencer o ASA de virada por 2 a 1.  Os torcedores atiraram pedras contra o ônibus e até jogaram uma bomba, que acabou explodindo dentro do veículo.

O médico do CRB, Orlando Baía, confirmou ferimentos nos goleiros Edson Mardden e João Carlos e no atacante Ruan, que sofreram cortes na cabeça, nos braços e nas pernas.

Com os vidros quebrados uma bomba estourou dentro do ônibus e provocou pânico na delegação.  Apesar dos ferimentos, os jogadores não precisaram de atendimento médico no hospital.

A Polícia Militar foi acionada e fez buscas pela região, mas sem êxito. Os três atletas feridos prestaram queixa na Central de Flagrantes de Arapiraca.

A partida

Em Arapiraca, um jogo mais movimentado, o CRB teve as melhores chances no primeiro tempo, mas o ASA foi quem aproveitou melhor. Quando o relógio marcava 47 minutos, o ASA chegou com Caaporã que mandou na área, Rômulo desviou e André Beleza emendou uma meia bicicleta, marcando um golaço para decretar o final do primeiro tempo.

Logo no início da segunda etapa, porém, o CRB empatou o jogo. Aos 4 minutos, o “Galo” chegou, Rafael Bastos bateu, o goleiro Renan soltou e Marcão empurrou para o fundo do gol, deixando tudo igual.

A partida seguiu equilibrada e parecia que acabaria empatada. Mas, aos 47 minutos, bola em Marcão que não dominou, mas acabou deixando livre para Rafael Bastos, que bateu forte, entre as pernas de Renan e marcou o gol da virada do time regatiano. Final de jogo, ASA 1 x 2 CRB.