31025e17 dfa1 4d82 9935 e13cbb52e16e

Na manhã desta segunda-feira (26), durante audiência pública realizada pelo Ministério Público em Arapiraca, o promotor Napoleão Franco usou palavras duras para defender a instituição. Tudo começou quando um participante da audiência, identificado como Vytor Ferro, ao fazer uso da palavra alegou não ter sido atendido pelo promotor ao tentar fazer denúncias contra a gestão municipal.

Em resposta, o promotor justificou que o Ministério Público deve tomar muito cuidado para não ser usado como ‘cabide político’. “O que esse cidadão fez aqui, eu digo que é um ato de covardia, porque ele não teve a coragem de ficar aqui para ouvir a resposta. Nós temos duas servidoras preparadas para receber qualquer tipo de reclamação que chegue ao MP. Agora, o que o MP não pode fazer é simplesmente permitir que qualquer cidadão que pegue aquilo que está no Portal da Transparência e encaminhe ao MP sob o argumento de que aquilo ali é uma irregularidade, sem trazer o mínimo de provas sequer daquilo que está dizendo”, retrucou o promotor.

Ainda em seu discurso, Napoleão reafirmou que aquela atitude não representa um ato de cidadania. “É muito fácil falar que exerce a cidadania quando você simplesmente pinça aquilo que está no Portal da Transparência e quer transferir sua responsabilidade ao MP. Todas as vezes que ele levar essas informações, como ele trouxe aqui, eu garanto aos senhores que as informações dele serão indeferidas, porque o Ministério Público não vai ser, jamais, utilizado como instrumento de política para ninguém”, finalizou.