94f916dd f2a5 4519 a97b 5c3e501117f4

Após a instauração de um inquérito administrativo atendendo a uma representação formulada pelo Sindicato dos Servidores Metropolitanos do Município de Arapiraca, em processo publicado no Diário Oficial dessa segunda (22), para apurar irregularidades em contratações feitas pela prefeitura de servidores da Saúde, cerca de 300 agentes poderão perder seus empregos.

A representação feita por parte do Sindicato contesta a contratação temporária dos profissionais na gestão Célia Rocha, mantida pela gestão Rogério Teófilo, mas que pode deixar muita gente prejudicada, inclusive a população assistida por estes profissionais. 

Segundo a Prefeitura de Arapiraca, ela e o Ministério Público Estadual buscam encontrar meios legais a fim de regularizar a situação dos servidores contratados.

O procurador geral do município, Rafael Gomes, ressaltou que todos estão defendendo a regularidade e que não há intenção de prejudicar nem a população, muito menos os agentes, e que dentro da serenidade e da legalidade será lançado edital de processo seletivo, se necessário, para que a situação seja ajustada.