E4eba3c5 3df2 482c 9bdd 230813c03f1c

O ex-prefeito do município de Girau do Ponciano, no Agreste alagoano, Fábio Rangel Nunes de Oliveira, o Fabinho Aurélio, teve um Habeas Corpus concedido pela Justiça e irá cumprir prisão domiciliar, com o uso de torzeleira eletrônica. A decisão foi julgada nesta quarta-feira, 13, pelo desembargador João Luiz de Azevedo Lessa, relator do processo.

De acordo com a decisão judicial, e ex-prefeito será mantido em liberdade parcial com cumprimento de algumas medidas cautelares como: comparecer mensalmente em Juízo, para informar e justificar atividades, não deve viajar ou se ausentar da Comarca e deve ser monitorado por tornozeleira eletrônica.

Fabinho Aurélio foi preso no dia 27 de outubro em uma operação do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), acusado de desvio de recursos públicos. O Ex-prefeito de Girau do Ponciano já havia sido preso, em agosto deste ano, sob a acusação de desviar recursos públicos destinados à compra de medicamentos.

Quatro magistrados participaram do julgamento do processo. Além do desembargador João Luiz Azevedo, também julgaram o juiz Maurílio da Silva Ferraz e os desembargadores Sebastião Costa Filho e José Carlos Malta Marques. A decisão foi unanime.